Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

GM Alexandr Fier augura título

Álvaro Alexandre - 20 de Abril, 2014

Grande Mestre Alexandr Fier está em Angola depois de participar de alguns torneios na Europa

Fotografia: AFP

O Grande Mestre (GM) Alexandr Fier desembarcou em Luanda na sexta-feira ciente das dificuldades para chegar ao topo do Torneio Internacional de xadrez “Taça Cuca”, que decorre de 19 a 26 do corrente no pavilhão do complexo turístico e desportivo Dream Space. Para o sucesso, o brasileiro vai ter de ganhar os GM russos Aleksandr Karpatchev e Vasily Papin e o GM francês Vladislav Tkachiev, vencedor da última edição.

“Tenho como objectivo realizar perfeitas partidas, com finalidade de orgulhar os amantes da modalidade que vão dirigir-se ao Dream Space. Para além desse propósito de vencer o torneio, caso não vença a prova, pelo menos ficar entre os cinco melhores do certame”, objectivou.

O xadrezista brasileiro confirmou ao Jornal dos Desportos que está em bom estado de forma, “Estou em perfeita forma desportiva. Recentemente, participei em alguns torneios na Europa e os resultados foram satisfatórios. Estou em condições de fazer uma boa campanha e vencê-la”, disse.

A direcção da Taça Internacional Cuca fez uma grande escolha no que o espaço diz respeito, conforme Alexandr Fier.

“O Dream Space é um local ideal para acolher eventos de nível da Taça Cuca. O espaço está isolado dos graves problemas que as grandes cidades vivem no seu dia-a-dia, os jogadores podem utilizar em simultâneo o binómio alta competição e lazer”, elogiou.

O xadrezista, que tem cinco participações em Campeonatos Pan-americanos e Olímpicos, desde 2004, não se esqueceu de valorizar o potencial dos angolanos.

“Não vou individualizar, mas sei que existem bons jogadores com qualidades elevadas de conquistarem também a Taça Cuca”, concluiu.

O torneio internacional “Taça Cuca” é disputado pelos GM Vladislav Tkachiev (França), GM Alexandr Fier (Brasil), GM Vadim Malakhatko (Bélgica), GM Vasily Papin (Rússia), GM Aleksandr Karpatchev, MI Sérgio Rocha (Portugal), MI Jere Daniel (Zâmbia) e Mariano Tesoura de Maia (Moçambique) e os angolanos MI Adérito Pedro, MI Amorim Agnelo, FM Catarino Domingos, FM Eduardo Pascoal, MF Cristiano Aguiar (Angola), CM João Simões, Luciano Oliveira e David Silva.

Em feminino, foram eleitas GM Katarzyna Toma (Polónia), GM Maisuradze Nino (França), MI Tshepiso Lopang (Botswana), MI Boikhutso Mudongo (Botswana), MF Ana Filipa Baptista (Portugal), MF Epah Tembo (Zâmbia), Anna Zozulia (Bélgica), Neusa Aridas de Castro (Moçambique). Da parte angolana estão a MI Esperança Caxito, Valquíria Rocha, Maria Domingos, Delfina João, Domingas Tavares, Luzia Pires, Sónia Rosalina e Henriqueta Pires.


TROFÉU DO POLIVALENTE
MI Amorim Agnelo vence torneio


O Mestre Internacional (MI) Amorim Agnelo, do 1º de Agosto, arrebatou ontem, na sala de jogo da Federação Angolana de Xadrez (FAX), o troféu da I edição da Taça Polivalente Aldanuel de 2014, ao totalizar 7,5 pontos dos nove possíveis.

A trajectória vitoriosa do MI Amorim Agnelo comporta seis vitórias sobre Edivânio Domingos (1ª jornada), David Silva (4ª), Eduardo Marques (5ª), Cláudio Félix (6ª), Celso Baltazar (7ª) e Cambando José (8ª) e três empates com Vanderson Dias (2ª), MF Eduardo Pascoal (3ª) e Jesus Pimentel (9ª).

Na nona e última jornada, Vanderson Dias perdeu com Cláudio Félix, Celso Baltazar empatou com MF Eduardo Pascoal, David Silva perdeu com Cambando José, João Júlio perdeu com Francisco de Almeida e Sebastião Ramos perdeu com Tobias Nandjungo.

Noutros tabuleiros, Bruno Cristóvão perdeu com Anacleto Ambrósio, Francisco Flora venceu Edivaldo Gama, Miguel Cristóvão ganhou ao Paulo Ofico, Sílvio Famoroso venceu MI Armindo Sousa e Silva Adriano ganhou ao Edivânio Domingos.

Depois de dois dias de intensa competição, a classificação final é liderada pelo MI Amorim Agnelo, do 1º de Agosto, com 7,5 pontos, seguido de Cláudio Félix, do Polivalente Aldanuel (7), Celso Baltazar, do Polivalente Aldanuel, (6,5), MF Eduardo Pascoal, da EPAL, (5,5); Cambando José, do Polivalente Aldanuel (5,5), Francisco de Almeida, do Núcleo do Rangel (5,5), Jesus Pimentel, do Polivalente Aldanuel, (5,5), Vanderson Dias, do 1º de Agosto, (5), Tobias Nandjungo, do Núcleo do Rangel, (5) e Silva David, do Progresso Sambizanga (5).

Mais a baixo ficaram Anacleto Ambrósio, do Núcleo de Malange (5), João Júlio, do Núcleo de Viana, (4,5), Miguel Cristóvão, do Núcleo do Rangel (4,5), Francisco Flora, do Núcleo de Viana (4,5), Eduardo Marques, do Núcleo do Rangel (4), Sebastião Ramos, do Núcleo do Rangel (4), MI Armindo Sousa, da EPAL (3,5), Edivaldo Gama, do Núcleo da Vila Alice (3,5), Sílvio Famoroso, do Progresso Sambizanga (3,5) e Edivânio Domingos, do Núcleo da Vila Alice (3).