Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Gomes à procura da primeira vitória

Silva Cacuti - 17 de Outubro, 2013

Angola nunca teve uma vitória desde a sua estreia no campeonato do mundo na China

Fotografia: Jornal dos Desportos



A prestação da Selecção Nacional de Boxe no Campeonato Mundial, que decorre em Almaty, Cazaquistão, pode terminar hoje se o pugilista angolano Pedro Gomes perder para Kim Myong, da Coreia do Norte, num dos combates das preliminares dos 56kg.

Pedro Gomes, filho do antigo campeão mundial da versão Twba, Manuel Gomes, leva para o ringue as esperanças da Selecção Nacional de deixar o campeonato mundial com uma vitória.

O pugilista angolano tem formação feita no boxe português e enfrenta um campeão asiático que é, pela idade, mais experiente.

O pugilista angolano é muito evoluído tecnicamente e pode fazer desta arma um trunfo para lograr a primeira vitória do país num Campeonato do Mundo. Em 2005, o país foi representado na prova pelo “Team Elite”, no mundial da China, também não logrou qualquer vitória na primeira participação de Angola num campeonato do mundo.

O presidente da Federação Angolana de Boxe (Faboxe), Carlos Luís, disse aquando da partida da Selecção para o Cazaquistão que o principal ganho era a rodagem competitiva e a experiência a ganhar pelos integrantes da equipa nacional.

Angola faz-se representar no mundial com os pugilistas Vivaldo Rodrigues (52kg), Pedro Gomes (56kg), Adilson Raimundo (64kg) e Tumba Silva (91kg).
A delegação angolana ficou reduzida já que Victor André (60 kg) e José Lopes acabaram afastados. O primeiro por insuficiência de documentação e o segundo por lesão.

VIVALDO
PERDE POR K.O

O pugilista Vivaldo Raimundo, o primeiro angolano a entrar em cena, jogou o primeiro combate do campeonato mundial diante do norte-americano Jackson Malik, para a categoria dos 52 kg, e perdeu por K.O ao 1min7s do segundo round.

O angolano ofereceu resistência no primeiro round em que perdeu por 27-30, mas foi surpreendido no segundo round.

Destino melhor não teve Tumba Silva, da categoria 91kg. O angolano perdeu aos pontos, 0-3, diante de Siukevics Raitis, da Letónia. Adilson Justino, que jogou nos 64 kg, perdeu igualmente aos pontos, por 1-2. Depois de derrota, por 28-29, no primeiro round, Adilson viu que tinha possibilidade de vencer o adversário e esforçou-se no segundo turno, em que venceu por 29-27, mas o esforço consentido provocou desgaste e o angolano perdeu por 26-30, no terceiro round.

A Selecção Nacional está a ser orientada pelos técnicos Eugénio Gourgel, Panda Lukumbi e o cubano Henrique Carrion.