Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Gomes reconhece o empenho do Governo Provincial da Huíla

Gaudêncio Hamelay, no Lubango - 12 de Julho, 2013

Agentes da cidade participaram de forma massiva no encontro onde sairam deretrizesto

Fotografia: Jornal dos Desportos

O director Nacional dos Desportos, António Gomes, reconheceu no Lubango, o empenho que o Governo Provincial da Huíla está a efectuar no sentido de potenciar cada vez mais a província com infra-estruturas desportivas.
António Gomes, que dissertou sobre o tema “Associativismo e Dirigismo Desportivo” durante o encontro, que encerrou na quarta-feira, sublinhou que o objectivo principal da participação dos membros do Ministério dos Desportos no evento foi o de partilhar experiências com os agentes desportivos locais.

“A questão fundamental era apresentarmos a estratégia do desenvolvimento desportivo. Saímos do Lubango mais enriquecidos, porque foram apresentadas ideias de que tomámos muito boa nota a partir das contribuições dos participantes. Também sentimos que o próprio Governo Provincial está a trabalhar no sentido de, cada vez mais, potenciar a província, principalmente a nível das infra-estruturas desportivas”, disse.

Isso vai, do seu ponto de vista, ajudar e contribuir para os esforços que, a nível do Ministério da Juventude e Desportos, estão a ser feitos no sentido de cada vez mais aumentar os espaços para a prática desportiva, por ser fundamental essa estratégia que tem muitas exigências. “E, para isso, o esforço de todos é importante para a sua concretização”, justificou.

António Gomes destacou que quanto mais se apostar na prática dos desportos mais vamos ter uma população saudável. Daí que o desporto deva ser visto para que haja igualdade de oportunidades. “Todos sou-     bemos a importância que o desporto teve ao longo dos anos, desde a independência até aos piores momentos que vivemos. O desporto foi sempre uma bandeira do país. O país apoiou sempre o desporto e considerou-o uma prioridade. Por isso, continua a ser uma prioridade nos dias de hoje”, realçou.

De uma forma geral, as preocupações apresentadas durante as sessões de debate pelos agentes desportivos da Huíla são comuns a outras províncias por onde já passou, garantiu António Gomes. Por essa razão, as estratégias do Ministério também são no sentido de se poder tornar o país mais equilibrado e acabar com as assimetrias que existem a nível das províncias.

O director Nacional dos Desportos assegurou que o Ministério continua a trabalhar para que o novo quadro orgânico da Lei Desportiva do país possa entrar em funcionamento.
“Como foi apresentado no Encontro, há uma série de preocupações. E a questão, por exemplo, da Legislação Desportiva, é fundamental. É um conjunto de diplomas que estão a ser trabalhados para dar sustentação a todos esses programas e compressibilidade desportiva, no geral, assim como a aprovação da estratégia como documento mãe”, referiu.


Polidesportivo
Huíla investe
em projectos


O Governo Provincial da Huíla vai desenvolver 18 projectos no sector do desporto e da juventude durante o quadriénio 2013/2017, informou na quarta-feira, o director do Gabinete do Plano. António Ngongo, que apresentava o tema “Plano de Desenvolvimento da Província da Huíla e Estratégia de Crescimento do Desporto “, no âmbito do I Encontro Provincial dos Desportos, que decorreu no Lubango, disse que os projectos estão avaliados em mais de cinco mil milhões de kwanzas.

De acordo com o orador, vão ser construídos11campos polidesportivos no Lubango, complexos desportivos nos municípios de Caluquembe, Quilengues, Quipungo e Matala, reabilitada a pista de tartan do estádio da Nossa Senhora do Monte, edificados centros de estágio, campos para a massificação e preparada uma área para o golf, na nova centralidade da Eywa.

O objectivo é melhorar as condições de vida dos jovens, assim como desenvolver o desporto na província.
Sob o lema “O desporto na Huíla, ontem, hoje e sempre”, durante o Encontro Provincial dos Desportos foram abordados assuntos relacionados com mecanismos tendentes ao desenvolvimento do desporto, lei de mecenato, associativismo e dirigismo desportivo, metodologias da organização de eventos desportivos e financiamento do desporto.


Infra-estruturas

Agentes desportivos
advogam melhorias


Os agentes desportivos da província da Huíla defenderam quarta-feira, no I Encontro Provincial dos Desportos, a criação de programas para a melhoria das infra-estruturas desportivas, assim como o aumento de atletas de alta competição a nível da região.
 Os participantes concluíram igualmente ser necessário que se volte a incentivar o voluntariado para o desenvolvimento do desporto e a contribuição de todas as forças vivas para a manutenção dos feitos desportivos já alcançados.

 O encontro recomendou que as universidades devem promover o desporto multifacetado dos jovens em particular e dos cidadãos em geral e uma melhor organização dos clubes, de forma a serem apoiados pelo Governo nas várias vertentes.
O documento, lavrado no final do encontro, recomendou ainda ao Ministério da Juventude e Desportos a reforçar o seu plano de formação de quadros e dirigentes e a definição de ferramentas para a massificação das modalidades individuais.

A estruturação das aulas de educação física para o alcance dos objectivos da disciplina para o desenvolvimento psico-motor das novas gerações consta igualmente das conclusões. Os agentes desportivos da Huíla, num total de 450, manifestaram que se deve criar uma associação de professores de educação física, para melhor controlar o programa e o resgate dos antigos institutos básicos e médios da disciplina existentes nas províncias de Luanda e Namibe.
 

BREVE

Dirigente quer encontros provinciais

António Gomes explicou que a aprovação da estratégia para o Desenvolvimento do Desporto em Angola vai definir toda a intervenção e tudo aquilo que é a visão do Ministério para o Desporto em Angola.
Para aquilo que são as metas estabelecidas nesse projecto a longo prazo, até 2024, acredita ser um programa de todos. Por isso, todos têm que contribuir com ideias úteis.

O responsável sustentou que, depois de todas as províncias efectuarem os seus encontros, as contribuições que delas vão sair servirão de debate no Encontro Nacional do Ministério da Juventude e dos Desportos.

“A intenção é auscultar primeiro, para que as províncias possam radiografar aquilo que são os seus problemas e ideias para o desenvolvimento das várias modalidades do próprio desporto a nível da província. Depois, podemos, no Encontro Nacional, congregar e melhor projectar aquilo que vai ser a intervenção do Ministério a nível do desenvolvimento desportivo no país”, sublinhou.