Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Gonçalo Pinto quer o prémio

28 de Julho, 2014

. Agora já é profissional e quer mesmo o prémio para melhorar o quarto posto que ocupa na Ordem de Mérito do PGA Portugal Tour, o circuito profissional português.

Fotografia: AFP

Gonçalo Pinto obteve a segunda melhor volta do dia e saltou para a liderança do Open Pro-Am da Ilha Terceira, cuja 33ª edição distribui prémios monetários no valor de três mil e 500 euros. O português, de 21 anos, soma 146 pancadas, duas acima do Par do Clube de Golfe da Ilha Terceira, nos Açores, depois de ontem ter feito 71 (-1), para juntar às 75 (+3) da véspera.

Tomás Silva, que comandava aos 18 buracos, é agora segundo empatado com Tiago Cruz, ambos a uma pancada do líder. Cruz fez a melhor volta da prova, de 70 (-2). “Hoje soprou muito menos vento, mas mesmo assim, foi complicado porque choveu, os greens ficaram mais lentos e mais pisados, sobretudo para nós que jogámos à tarde. Não era nada fácil patar”, disse o vencedor do Campeonato Internacional Amador de Portugal do ano passado.

Há um ano, Gonçalo Pinto jogou na Terceira ainda como amador e foi quarto classificado, com  quatro acima do Par, após voltas de 73, 77 e 70. Agora já é profissional e quer mesmo o prémio para melhorar o quarto posto que ocupa na Ordem de Mérito do PGA Portugal Tour, o circuito profissional português.