Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Governante reconhece feitos da FATM

Silva Cacuti - 10 de Janeiro, 2016

Albino da Conceição, reconheceu o empenho e dedicação FATM

Fotografia: Jornal dos Desportos

Em declarações à Angop, após recepção na Galeria dos Desportos das selecções nacionais, em ambos os sexos, que em Dezembro  na Namíbia conquistaram o Zonal V, com nove medalhas, o governante afirmou que os referidos êxitos só foram possíveis graças ao trabalho e determinação da FATM e de todo o colectivo envolvido.

“O que nós fizemos foi receber as selecções nacionais, que tiveram um desempenho positivo no torneio regional e expressarmos o nosso reconhecimento pelo trabalho feito. Por isso, aproveitamos para transmitir o nosso encorajamento a prosseguirem com o esforço e sacrifício de continuarem a lutar, para obtenção de mais êxitos, neste ano de 2016”, disse.     
                         
No encontro, que além dos integrantes das equipas nacionais, também contou com as presenças do presidente da FATM, Filomeno Fortes, da mesa da assembleia da instituição desportiva, João de Deus, o responsável apelou ainda à necessidade de um maior empenho no desenvolvimento da especialidade, apesar de esperar-se por um ano de muitas dificuldades.   

Quanto ao Campeonato Africano da Zona V, disputado de 9 a 12 de Dezembro de 2015, em Swakpmund na República da Namíbia, Angola destronou a África do Sul, que foi o seu principal adversário na final.

Em feminino, o país conquistou a medalha de ouro por equipas, ao vencer 3-2 na final a África do Sul. A equipa nacional actuou com Gerusa Borges, Rute Tavares, Isabel Albino e Maria Samalinha.

Na final de pares masculinos, a selecção derrotou por 4-0 a África do Sul, com Elizandro André e Aléssio Piter a destronarem do título os sul-africanos. Rute Tavares e Isabel Albino também não defraudaram na final de pares feminino, ao vencer por 4-2 a dupla sul-africana.

Isabel Albino arrebatou a terceira medalha de ouro em singulares, ao triunfar na final por 4-0, diante da África do Sul.

 Na disputa da medalha de ouro por equipas, em masculino, Angola perdeu por 1-3, diante da África do Sul. Hermenegildo Agnelo, Aléssio Piter, José Mayone, Elizandro André, Edvânio Neto e Paixão da Silva foram incapazes de vencer os adversários.

Gerusa Borges e José Mayone deixaram escapar a medalha de ouro na final de pares mistos, ao perderem por 0-4, frente à selecção sul-africana. As outras três medalhas de bronze foram conquistadas em pares, por Paixão da Silva e Edvânio Neto, pares mistos através de Edvânio Neto e Rute Tavares e em singulares por Elizandro André.

A África do Sul terminou a prova em segunda posição, com três medalhas de ouro. Há 14 anos que Angola não participava no torneio, depois do bronze conquistado no Botswana, em 2001, numa equipa constituída por António Lemos, Valdemar Cassanga, André Vumo, Jacinto Kajica e o mesmo treinador Manuel Pimenta.   

A região é constituída por dez países, designadamente Angola, África do Sul, Namíbia, Zâmbia, Botswana, Malawi, Zimbabwe, Lesoto, Suazilândia e Moçambique.

A caravana angolana ao torneio foi chefiada pelo presidente da FATM, Filomeno Fortes