Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Governo garante Open em 2015

06 de Dezembro, 2014

Responsáveis garantem que o Portugal Open vai ter lugar em 2015 e nos dois anos seguintes

Fotografia: AFP

O secretário de Estado da Juventude e do Desportos, Emídio Guerreiro, garantiu esta quinta-feira que o Portugal Open vai realizar-se em 2015 e nos dois anos seguintes, numa entrevista ao diário Público.

Na entrevista, Emídio Guerreiro, avançou que já há uma alternativa à do empresário João Lagos para a organização do Portugal Open, mas escusou-se, no entanto, a dizer qual. “O que garanto é que está assegurado que o Open vai continuar a realizar-se em Portugal nas datas previstas e sem fundos públicos. Houve até vários interessados em organizar o torneio e está garantido por mais três anos”, refere o responsável governativo.

A 18 de Outubro, o empresário João Lagos, responsável pela organização do Portugal Open há 25 edições, anunciou que ia deixar de organizar o evento, tendo ficado comprometida a continuidade do principal torneio português de ténis.

“Havia prometido há poucas semanas que a emoção não se iria sobrepor à razão na hora de assumir a organização do Portugal Open 2015. E, infelizmente, foi com infinita tristeza que me vi forçado a comunicar ao ATP que não reuni as condições de poder assumir a organização do próximo Open”, explicou João Lagos.

Também a 18 de Novembro, o presidente da Federação Portuguesa de Ténis (FPT), descartava a hipótese da entidade resgatar o Portugal Open e realçou não depender da federação, nem sequer do governo, a salvação do principal torneio de ténis nacional e recordou  que a continuidade do Portugal Open está condicionada à vontade da Associação de Tenistas Profissionais (ATP), responsável pela definição de provas no calendário mundial.

“O que posso dizer é que é com muita tristeza para o ténis português que o João Lagos, depois de 25 anos, já não vai organizar o torneio. A federação não tem nada a ver com a organização de eventos, nomeadamente com a organização deste evento”, defendeu, então, Vasco Costa.

Clement mais
dois anos à frente
da equipa francesa

A federação de ténis confirmou que o antigo tenista Arnaud Clement vai continuar à frente da selecção francesa, que disputa a Taça Davis, apesar de ter perdido a final deste ano frente à Suíça.

Clement, de 36 anos, vai continuar como capitão da equipa por mais dois anos, enquanto Amelie Mauresmo, de 35, vai capitanear a equipa francesa que disputa a Fed Cup (competição feminina).

A equipa francesa perdeu 3-1 com a Suíça na final da Taça Davis deste ano, disputada na localidade francesa de Lille. A equipa suíça contava com jogadores como Roger Federer e Stan Wawrinka, ambos do “top 10” mundial. Clement foi muito criticado depois  do desaire e o antigo capitão Yannick Noah afirmou-se pronto a regressar ao cargo que desempenhou entre 1991 e 1996.

No entanto, o presidente da federação francesa, Jean Gachassin, declarou: “Todos os jogadores disseram que queriam a continuidade de Clement”.
Noah, o último francês a ganhar um título do “Grand Slam” (Roland Garros em 1983), disse que estava  interessado em treinar a equipa se todos os jogadores assim o quisessem.