Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Governo pretende generalizar a prática desportiva até 2017

Daniel Melgas, no Luena - 24 de Junho, 2013

Vice-governador da província lançou as metas na cerimónia de abertura

Fotografia: Jornal dos Desportos

O vice-governador provincial do Moxico, Manuel Lituai, assegurou sábado, no Luena, que o programa de governo 2013/2017 prevê a generalização da prática desportiva a toda a província, por considerar o desporto como um instrumento de socialização e do reforço da coesão social. O governante discursou na cerimónia de abertura do Conselho Provincial dos Desportos, decorrido no Luena, e referiu que a generalização da actividade desportiva já possui acções direccionadas para dinamizar e criar o hábito de práticas desportivas na população.

De igual modo, visa contribuir para uma melhor qualidade de vida, ocupação dos tempos livres da juventude e coesão dos diferentes segmentos da vida social. O evento decorreu sob o lema “Desporto, certeza de progresso e desenvolvimento” e reuniu 100 participantes. O governante defendeu, na ocasião, que o desenvolvimento do desporto está, intrinsecamente, ligado ao desporto escolar, pois é reconhecido como um factor de cultura que estimula sentimentos patrióticos de solidariedade, autonomia e de criatividade, constituindo-se numa via relevante no combate ao insucesso escolar e para a melhoria do ensino e aprendizagem.

 “Auguramos que deste evento saiam sugestões que visam enriquecer a política desportiva para o desenvolvimento do desporto na província em particular e em geral no país”, perspetivou, numa alusão de encorajamento aos presentes, entre membros do governo provincial, administradores municipais, responsáveis das associações províncias desportivas, da sociedade civil, do desporto escolar, do desporto da defesa segurança e ordem interna, do desporto universitário, professores de educação física e antigos praticantes.

Natação
Nacionais absolutos
arrancam em Luanda


Os campeonatos nacionais absolutos de natação disputam-se de 27 a 30 deste mês, na piscina de 50 metros de Alvalade, em Luanda. A primeira e segunda jornada estão previstas para as 19h00, ao passo que a terceira e quarta ronda do campeonato têm início as 10h00 de sábado e domingo. A prova vai contar com a participação de nadadores do 1º de Agosto, Clube Náutico da Ilha de Luanda, Escola Internacional (todos de Luanda) e Desportivo do Dondo e do Recreativo do Cambambe do Kwanza Norte. Cabinda inscreveu apenas um representante.

As inscrições continuam abertas na sede da Federação. Segundo o calendário de competição, cada jornada compreende 10 provas, nas distâncias de 50m, 100m, 200m, 400m, 1500m livres masculinos e feminino, em todos os estilos. O secretário-geral da Federação Angolana de Natação (FAN) apela aos juízes e cronometristas a fim de estarem presentes no local da prova, uma hora antes do início de cada prova.

“Caso os cronometristas e juízes comparecerem algumas horas antes do início da prova, devidamente equipados, acredito que o trabalho vai ficar mais organizado do que nas outras edições, porque a falha dos cronometristas e juízes tem dificultado muito o trabalho”, sublinhou. Recorde-se que a edição passada foi conquistada pelo 1º de Agosto, na classe feminina e masculina.                        
Rosa Panzo

Objectivo
Técnico César Ribeiro
quer recuperar títulos

O treinador principal do Clube Náutico da Ilha de Luanda, César Ribeiro, pretende recuperar os títulos dos nacionais absolutos de ambas as classes, perdidos para o 1º de Agosto na edição passada. “O nosso maior objectivo é voltar às vitórias, no sentido de recuperarmos os títulos perdidos na época passada para o 1º de Agosto”, referiu. Para a concretização dos objectivos, César Ribeiro conta com o reforço dos nadadores, Nuno Rola e João Matias que militam no exterior. Internamente conta com o contributo dos seis melhores nadadores do seu plantel, em ambas as classes.

César Ribeiro reconhece que a luta pela recuperação do título não será fácil, pelo facto desta ter sido uma época exaustiva para os atletas. “Após a realização da Taça de Angola no Lobito, notou-se um desgaste físico nos atletas. De lá para cá temos estado a trabalhar na recuperação da boa forma desportiva dos nadadores, a fim de recuperar os títulos absolutos em ambos os sexos”, argumentou. Nestes últimos dias de preparação, a equipa técnica implementou uma nova dinâmica de trabalho na preparação diária, com 30 minutos de exercícios físicos e hora e meia de exercícios na água, por forma a controlar o estado de forma de cada nadador.                            
RP