Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Governo Provincial assegura apoio

07 de Outubro, 2015

Enquanto isso, Manuel Nowa do Sporting do Bié foi o atleta mais valioso (MVP), o Benfica do Cunje a equipa “fair play”

Fotografia: Jornal dos Desportos

Abordado pela imprensa, após a final do “nacional” de basquetebol sénior masculino da II Divisão, entre o Sporting e a Marinha de Guerra, o vice-governador do Bié para Área Política e Social, reiterou o apoio a ser dado à agremiação leonina no BIC-Basket. Carlos Ulombe da Silva apontou, nesse sentido, o apoio a ser dado ao Sporting do Bié, para que a participação na maior prova da "bola ao cesto" no país, seja um êxito.

“Reiteramos o apoio do Governo, ao Sporting do Bié, para que na sua participação no campeonato nacional de basquetebol da I Divisão, a equipa possa alcançar bons resultados e é o que todos os bienos almejam”, disse. De acordo com Carlos Ulombe da Silva, o apuramento do Sporting do Bié para o BIC-Basket, após confirmar presença na final do torneio, em que venceu a Marinha de Guerra, por 91-86, depois de desfavoráveis 45-54 no final da primeira parte do jogo, “aumenta a responsabilidade do Governo da província”.

Para o vice -governador do Bié, para a Área Política e Social, o empenho dos atletas e da equipa técnica é fruto de um longo trabalho, que deve continuar com resultados mais positivos para a província. “Esta juventude merece. É uma juventude batalhadora e a nossa batalha deve continuar com trabalho e dedicação, para que possamos obter mais vitórias em todas nas competições nacionais”, disse Carlos Ulombe da Silva.

Ao cerrar as cortinas sábado, a classificação da terceira edição do “nacional” de basquetebol da II Divisão, disputada de 16 a 26 de Setembro, no Cuito, ficou assim ordenada: 1º Sporting do Bié, 2º Marinha de Guerra, 3º Casa do Pessoal do Porto do Lobito, 4º Benfica do Andulo, 5º Sporting de Catabola, 6º Jask do Cuito e 7º e útimo Benfica do Cunje, que não venceu qualquer jogo.

Enolvim Sachocal, jogador do Recreativo da Jask do Cuito, foi o melhor cestinha do campeonato com 222 pontos convertidos. A seguir na lista, Joaquim Nunda, da Marinha de Guerra de Angola e Manuel Nowa, do Sporting Petróleos do Bié, com 183 e 181, pontos convertidos, respectivamente.
Domingos Inácio Cutete, do Benfica do Andulo, com 169 pontos acertados no cesto, ocupou a quarta posição, ao passo que Fernando Catalaio, jogador que representou o Benfica do Cunje, quedou-se na quinta, com 148.

Enquanto isso, Manuel Nowa do Sporting do Bié foi o atleta mais valioso (MVP), o Benfica do Cunje a equipa “fair play”, ao passo que Wilson Casave, igualmente da leonina, o melhor ressaltador da prova.
SVD - CUITO