Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Governos provinciais chamados a apoiar

Gaudêncio Hamelay- Lubango - 17 de Maio, 2014

A definição do papel das Federações nacionais desportivas e das Associações provinciais desportivas continuam a "levar" confusão no seio de dirigentes desportivos nacionais.

Nem mesmo com a aprovação recente da Lei Nacional dos Desportos e do Regime Jurídico das Associações Desportivas pela Assembleia Nacional, os agentes estão esclarecidos sobre as suas competências. Do Lubango soltou-se o grito de revolta sobre a competência da direcção provincial do desporto.

Para o vice-presidente para área técnica da Federação Angolana de Taekwon-dó, Salomão Lumbo “Flash”, as modalidades individuais beneficiam de "fraco apoio" nas províncias. "A Federação Angolana de Taekwon-dó tem o apoio do Ministério da Juventude e Desportos, o que pressupõe a necessidade de prestação de apoio às Associações provinciais pela direcção provincial do desporto", disse.

Salomão Lumbo assegura que "é difícil fazer uma omeleta sem ovos", pois "as Associações provinciais não têm apoio algum, estão entregues ao deus dará e fazem o impossível para manter o desporto de pé".

Para salvaguardar o futuro, "as Associações provinciais deviam ter o apoio da Direcção Provincial da Juventude e Desportos, o que não existe". A presença de taekwondó em Luanda e na Huíla, segundo Lumbo, "deve-se ao empenho e vontade de algumas pessoas e de treinadores".

Recentemente, o director provincial da Juventude e Desportos da Huíla, Joaquim Barbante Tyova, prometeu entregar as chaves do novo escritório da Associação local de Taekwondó. O gesto mereceu elogios de Salomão Lumbo.

"A iniciativa do director  da Juventude e Desportos da Huíla deve ser estendida e copiada por outras instituições governamentais provinciais", disse.
 G H