Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

GP 1 de Agosto assombrado de boicote

Helder Jeremias - 08 de Setembro, 2018

A homenagem a Zeca Frana, refere ainda a nota

Fotografia: Jose Cola

A homenagem a Zeca França está revestida de incerteza no seio dos atiradores nacionais. Alguns segmentos de atletas manifestam-se contra a realização do Grande Prémio 1º de Agosto, remarcado para os dias 15 e 16 do corrente no fosso olímpico do Regimento da Defesa  Antiaérea, ao bairro Cantinton, em Luanda. O evento está inserido nas celebrações do 42º aniversário da constituição do clube central das Forças Armadas Angolanas.
Pontuável para a sétima jornada do Campeonato Nacional de Fosso Olímpico, a prova estava agendada para a primeira semana do mês de Agosto, mas por questões organizacionais, a direcção da equipa anfitriã havia adiado por tempo indeterminado. Vencido os constrangimentos, a nova data foi anunciada à Federação no início da presente semana.
Em nota enviada ao Jornal dos Desportos, a Federação Angolana de Tiro informa que anuiu a remarcação do evento para os dias acima descritos por não verificar constrangimentos administrativos na organização.
O documento revela que \"chegam informações sobre a existência de alguém que pretende boicotar a prova\" e que a fonte de boicote faz parte de determinados segmentos da classe de atiradores.
Para amenizar a situação, a Federação lembra que \"o tiro desportivo, apesar de representar uma modalidade olímpica, reveste, em Angola, actividade de carácter amador\" pelo que “a presença de clubes e atiradores nas diversas provas é um acto voluntário”.
A homenagem a Zeca França, refere ainda a nota, “será feita com o número de atiradores, que desejarem manifestar publicamente o seu apreço pelo antigo atirador, sem levar em conta as razões que estiveram detrás da não realização do certame na data pré-estabelecida”.
À semelhança das quatro edições anteriores, o GP 1º de Agosto é um verdadeiro tributo ao veterano atirador Zeca França, cujos feitos em prol do tiro desportivo, quer ao serviço da equipa militar quer ao da selecção, representa um legado de grande dimensão para as gerações mais recentes.
Participam no Campeonato Nacional de Fosso Olímpico o 1º de Agosto, Interclube, Força Aérea Nacional, Clube de Tiro e Pescas do Lubango, Clube Socolill e Clube de Tiro Caça e Pescas de Benguela. O 1º de Agosto é detentor do título nacional.