Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

GP Casablanca corre em Luanda

Álvaro Alexandre - 29 de Junho, 2013

A primeira fase do Grande Prémio Casablanca de Automobilismo e Motociclismo.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A primeira edição do GP Casablanca foi apresentada quinta-feira última, em conferência de imprensa, na sala Diamante do Hotel Alvalade. O primeiro vice-presidente da FADM, Ramiro Barreiro avançou que tudo está operacional para que hoje arranque a fase inicial da prova.

“A prova arranca às 8 horas, no Autódromo de Luanda, com a verificação da documentação e entrega do material. Uma hora mais tarde vai começar a primeira sessão de treinos livres com motos e em seguida de auto. Em motos, os treinos vão ser na AGP e Open 600 e em auto vão ser com CNV Tur, GT e Sport. Os treinos cronometrados vão começar às 15 horas”, disse.

Ramiro Barreiro afirmou que a parte competitiva e final do GP Casablanca está marcada para amanhã, no mesmo local. “O período da manhã de domingo vai ser reservado aos treinos livres de motos e auto. A competição começa às 13 horas. A estreia vai ser de moto, basicamente de AGP 600 e Open 600. Os concorrentes vão realizar 11 voltas ao circuito. Quarenta minutos depois entram em competição as viaturas de alta cilindragem (CNV TUR). Os pilotos devem fazer 20 voltas”, explicou.

Ramiro Barreiro acrescentou que o CNV GT e Sport entram em despique às 14h20 e que devem percorrer o circuito em 20 voltas. Às 15h10 é a vez das motos (AGP 600) e OPEN 600) que fazem 11 voltas. A festa encerra com a corrida de CNV Tur (12 voltas), prevista para 15h50. O empresário Henrique Miguel “Riquinho”, patrão da Casa Real, principal parceira na organização do GP Casablanca anunciou no encontro que estão disponíveis 20 mil dólares para os prémios e o sorteio de duas viaturas e uma moto.