Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

GP Juventude agita Luanda

Armindo Pereira - 24 de Abril, 2015

Nuno Carnaval (à esquerda) e Ramiro Barreira apresentaram o Grande Prémio

Fotografia: Santos Pedro

Depois do arranque no Namibe, as emoções do Campeonato Angolano de Velocidade (CAV'2015) regressam à capital do país, com a disputa da segunda jornada este sábado e domingo, no Autódromo de Luanda, para a disputa do Grande Prémio Juventude em automobilismo e motociclismo, organizado pela Federação Angolana de Desportos Motorizados (FADM), numa parceria com a JMPLA e inserido nas festividades do 40º aniversário da independência nacional e no combate à sinistralidade rodoviária.

As verificações técnicas e administrativas são feitas amanhã, nas primeiras horas do dia, seguido de treinos livres. O período da tarde está reservado para os treinos cronometrados que vão definir a grelha de largada no domingo. A classe dos Sport-Protótipos sofreu algumas alterações de modo a garantir uma competição mais leal entre os concorrentes, de acordo com Ramiro Barreira, primeiro vice-presidente da FADM.

"Ao nível dos Protótipos, este ano, mudámos relativamente o regulamento. Vão pontuar apenas os carros da classe até dois litros", disse. Os carros com mais de dois litros vão manter-se na prova, os Radicais SR8 com mais de 400 cavalos, mas sem pontuação. A decisão foi tomada para que a "competição seja leal". Ramiro Barreira assegurou que Fiório de Sousa vai participar na prova como convidado, com "uma máquina potente".

A corrida vai contar com a participação de pilotos de Benguela, Huíla, Huambo, Namibe, Cuanza Sul e Luanda. As inscrições decorrem e espera-se por um número considerável de pilotos na classe A e B, TUR 2000 / TUR1600, num total de 15 carros. A nível dos Sport-Protótipos & GT’s, espera-se oito veículos. Nas motos, classe AGP 600 e EVO 600, o número previsto ronda a 20 pilotos.

No domingo, a jornada vai ter início às 11h00, com a disputa da primeira manga dos Turismos em 12 voltas, e 40 minutos depois a manga inaugural das motos (11 voltas). Posteriormente, cumprem-se as formalidades protocolares, às 13h30, com a recepção dos convidados, entoação do Hino Nacional e apresentação das equipas.  A corrida única dos Sport-Protótipos com 16 voltas acontece às 14h30, depois a segunda manga de Turismos e Motos com intervalo de uma hora entre uma e outra.

No que toca às condições de segurança, Ramiro Barreira fez saber que foram mobilizados o Serviço Nacional de Protecção e Bombeiros, Instituto Nacional de Emergências Médicas e Brigada Especial de Trânsito, para garantir a fluidez da circulação automóvel. Alguns concorrentes aproveitaram os últimos dias para afinar as máquinas. O dirigente avançou que algumas máquinas vão fazer estreia na prova.

"Vamos ter o novo Peugeot 407 do Nuno André, que chegou esta semana, e foi campeão em Portugal. Agora, vem correr em Angola", disse. Entre as máquinas, destacam-se também o BMW, do Lili Guedes, que mostrou ser um dos carros mais competitivos do CAV no ano passado, um Toyota, Ford Focus e dois Honda. Esses carros da classe de dois litros vão tornar muito competitivo o TUR 2000. Para garantir a segurança e a estabilidade dos carros e motos, a empresa de saneamento básico de Luanda garantiu reparar o circuito, em função das últimas semanas que se abateram em Luanda, segundo Ramiro Barreira.

SINISTRALIDADE
JMPLA promove
campanha no GP

O Secretariado Nacional da JMPLA vai juntar-se à festa do desporto motorizado, este final de semana, no Grande Prémio Juventude em automobilismo e motociclismo a decorrer no Autódromo de Luanda. No local, a instituição partidária pretende levar a cabo uma campanha de sensibilização sobre a sinistralidade rodoviária. A intenção foi revelada, terça-feira última, por Nuno Albino Carnaval, deputado e vice-presidente da Comissão dos Desportos da Assembleia Nacional e membro do secretariado daquela agremiação juvenil partidária, durante a conferência de imprensa que decorreu no Centro de Imprensa Aníbal de Melo.

"Gostaríamos de transmitir que a JMPLA se associou a esta festa do desporto motorizado no intuito de inserir neste espaço de lazer e ocupação do tempo livre dos jovens, no âmbito do 40º aniversário da independência de Angola, dedicado ao combate à sinistralidade rodoviária", disse. Nuno Carnaval considerou que vai ser um momento oportuno, uma vez que muitos são os jovens amantes desta modalidade. Face aos danos que o fenómeno causa nessa franja da sociedade angolana, de Luanda em particular, a JMPLA pretende chamar a atenção sobre a necessidade de unir esforços e evitar situações degradantes a outras famílias.
ARMINDO PEREIRA