Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

GP Porto Amboim a tarefa Associação

Hélder Jeremias - 20 de Outubro, 2014

Motores voltam a roncar na próxima semana no Cuanza Sul onde a modalidade tem muitos simpatizantes

Fotografia: MOTA AMBRÓSIO

A direcção da Associação Provincial de Motocross de Luanda trabalha com afinco na preparação dos meios técnicos, com vista à deslocação das equipas e pilotos individuais para a província do Cuanza-sul, palco do Grande Prémio “Porto Amboim”, a ter lugar sábado.A informação foi avançada ontem ao Jornal dos Desportos pelo secretário-geral da referida Associação, Eduardo André, de que o elenco associativo deve reunir-se  dentro de 48 horas, para passar em revista o pacote de medidas prementes para que o certame decorra de feição.

Eduardo André que interina a presidência do órgão reitor da modalidade, na ausência de Alfredo Pitra, informou que as autoridades de Porto Amboim garantiram colocar ao dispor da Associação, os meios necessários para a realização de uma prova de grande envergadura, pelo que os especialistas estão de malas feitas para se deslocarem com vários dias de antecedência, no sentido de procederem à manutenção do circuito.Orientados pelo director técnico da Associação, Pedro Silva “Xerife”, os técnicos além de efectuarem correcções na pista e organizarem as boxes, têm a missão de tratar de aspectos ligados com o alojamento e alimentação das equipas junto dos promotores, de modo que haja maior racionalização do tempo por parte das equipas e individualidades convidadas para o certame.

Eduardo André deixou transparecer a sua confiança quanto a um trabalho bem conseguido por parte dos técnicos, dado o facto de serem os mesmos elementos que construíram o circuito em alusão e efectuaram manutenção nas duas ocasiões que aquela cidade portuária acolheu os respectivos Grandes Prémios.O responsável reiterou a necessidade dos pilotos efectuarem as inscrições com maior antecedência, para em função dos números, a Associação elaborar um programa mais detalhado, uma vez que no evento também podem estar pilotos da província anfitriã.“Os contactos efectuados com os promotores em Porto Amboim permitem-nos  aferir que existe uma vontade muito grande por parte das autoridades municipais em organizar uma prova de grande nível, por isso, estamos a accionar os mecanismos necessários para que tal pretensão seja materializada”, disse Eduardo André.  

Encontro
Associação analisa GP Herói Nacional



A realização do Grande Prémio  “Herói Nacional”, adiado sine die por razões técnicas, vai ser um dos pontos de abordagem na reunião técnica da Associação Provincial de Motocross de Luanda para o Grande Prémio “Porto Amboim”, marcado para sábado, naquela localidade.O encontro a ser liderado pelo presidente da Associação, Alfredo Pitra, vai servir ainda para se fazer um conserto em volta da recuperação do circuito internacional “Jorge Varela”, cuja degradação necessita de uma intervenção com meios técnicos onerosos, de modo a  conferir-lhe  condições para albergar provas do campeonato provincial.

Alfredo Pitra  encontra-se  na África do Sul a tratar de assuntos pessoais, delegou ao secretário-geral Eduardo André, para dirigir os destinos da Associação até o seu regresso, marcado para os primeiros dias da semana que se inicia, mas tem seguido ao pormenor todas as questões que se levantam.Eduardo André confidenciou, em declarações ao Jornal dos Desportos, que a não realização do Grande Prémio “Herói Nacional” está ligada ao facto de haver uma reestruturação orgânica na Administração de Catete, de maneira que a materialização do evento está pendente, aguarda-se  confirmação nos próximos dias.O dirigente reconheceu que tal situação causou uma paragem forçada nas competições, mas encorajou os pilotos a manterem a mesma dedicação com treinos de rotina, numa altura em que o elenco associativo está a gizar uma gama de encargos para compensar o déficit.

“Ainda não podemos dar a certeza quanto à realização ou não do Grande prémio “Herói Nacional”, mas a Associação está disposta a levar o motocross onde existam condições para o fazer. Agora vamos a Porto Amboim e no regresso podemos saber se Catete deve estar ou não à altura de realizar a sua prova”, disse Eduardo André.Recordar que a realização do Grande Prémio Zé Du, em alusão ao aniversário do Presidente da República, José Eduardo dos Santos foi inviabilizada por falta de condições técnicas do circuito Jorge Varela, depois da administração da centralidade do Kilamba ter negado a cedência do circuito local.