Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Grande Prmio Banco BAI termina amanh

Jlio Galiano, Benguela - 10 de Novembro, 2018

As principais estradas das cidades do Lobito e Benguela estão ser motivos de atracção, por parte dos munícipes que fluem às bermas das estradas, para assistirem e torcerem pelos ciclistas nacionais e estrangeiros participantes do primeiro Grande Prémio Internacional Banco BAI em Ciclismo, prova que termina amanhã, domingo. Cerca de sessenta digladiam-se nas sinuosas estradas de Benguela, para a alegria dos seus prosélitos.
De acordo com o programa de disputa, quatro etapas foram agendadas para a prova que culmina já amanhã, domingo, em circuito fechado de 30 km, na cidade do Lobito, com o inicio da partida previsto para 9h30 minutos, na ponta da Restinga. O certame termina defronte a Administração Municipal do Lobito, local destinado para a cerimónia do encerramento do evento.
Distintas entidades do governo provincial, com destaque para o governador, Rui Falcão, são dadas como certa no referido acto, que culminará com a entrega dos prémios, aos que melhores se evidenciaram durante a competição.
A província de Benguela está ao rubro, tal é a forma como são apoiados os ciclistas nas artérias e avenidas por onde passam. No entanto, as grandes atracções do público recaem para os ciclistas Dário António e Igor Silva. O primeiro corre pela formação do BAI/Sicasal/Petro de Luanda, ao passo que o segundo, pela Jair Transportes de Benguela. Na primeira etapa, contra-relógio individual (18 km), disputada na estrada Lobito/Hanha do Norte, o luandense terminou em frente do benguelense, com o registo 19minutos e 56 contra 20’13’’.
“Esteve melhor durante o percurso, por isso, mereceu o triunfo (…)”, reconheceu um dos apoiantes de Igor Silva, visivelmente aborrecido pela frustrante actuação do seu “ídolo”.
Para além do triunfo de Dário António, a formação do BSP colocou no pódio mais um dos seus atletas. O português Guilme Almeida, em representação da formação luandense, terminou na terceira posição, com a 20’40’’. Outros concorrentes, como Cruz Tuti (5º), Micael Isidoro (6º) e Bruno Araújo (7º) foram os destaques entre os 10 primeiros classificados, deixando para trás ciclistas benguelenses da estirpe de José Panzo (8º), Fábio Andrade (9º) e Mário de Carvalho (10º).
Ontem, os ciclistas fizeram-se à estrada, percorrendo 150 km de Benguela/desvio da Baía Azul/Dombe Grande/Bichor/ Benguela, culminando defronte à Administração Municipal de Benguela. Hoje, sábado, a prova de estrada em linha, percorrendo 160 km, passa por Benguela/desvio da Baía Azul/Dombe Grande/Benguela/Lobito/Hanha-Norte, terminando defronte à Administração Municipal do Lobito.
Amanhã, a prova termina com o circuito fechado (30 km), com partida de largada prevista para 9hh30’. A organização prevê o término da corrida às 12h00’. Ao que a cerimónia do encerramento acontece a partir das 12h45 minutos, com entrega de prémios e diplomas aos que mais se destacaram durante a compita, que mobilizou ciclistas nacionais (60), português (1), francês (1), americano (1) e são tomenses (5).