Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Grant Hackett em tratamento psicológico

23 de Fevereiro, 2017

Dias depois, explicou que tinha procurado ajuda para parar de consumir álcool.

Fotografia: AFP

O ex-nadador australiano Grant Hackett anunciou na quarta-feira, que vai submeter-se a tratamento para problemas mentais, depois de passar a \"semana mais dura da sua vida\".

Segundo informações da imprensa local, Hackett foi detido pela Polícia, na semana passada, na residência da família em Gold Cost, perto de Brisbane, depois de sofrer uma crise nervosa que assustou os pais. Foi libertado horas depois, sem qualquer acusação contra ele. \"Sei que tenho problemas de saúde mental, e vou buscar ajuda aqui na Austrália, e também no exterior\", escreveu o bicampeão olímpico em comunicado.

Hackett agradeceu aos pais o apoio recebido na semana mais difícil de sua vida. Medalha de ouro nos 1500 m livres, nos Jogos de Sydney-2000, e Atenas-2004, o astro das piscinas padece de alcoolismo há anos, e foi detido pela Polícia, na quarta-feira dia 15, após uma crise nervosa.

O ex-nadador saiu da delegacia horas mais tarde, sem nenhuma queixa registada contra si. Depois de solto, ficou desaparecido 24 horas antes de dar sinais de vida à Polícia.

Antes de desaparecer, Hackett publicou uma foto nas redes sociais com o rosto sonolento, com um corte abaixo do olho direito, e o nariz a  sangrar. O ex-atleta acusou o irmão de agressão. No comunicado, Hackett garante ter-se reconciliado com o irmão: \"nós voltamos a nos ver e nos amamos muito. A nossa família sempre foi a nossa prioridade\".

Desde que abandonou as piscinas, Hackett passou a ser destaque nos noticiários, por motivos alheios ao desporto. Há dez meses beliscou o mamilo de um passageiro durante um voo para Adelaide, onde a selecção australiana se preparava para os Jogos Olímpicos do  Rio-2016. Dias depois, explicou que tinha procurado ajuda para parar de consumir álcool.