Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Guerreiros labutam na Cidadela Desportiva

Silva Cacuti - 08 de Agosto, 2019

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro


A possibilidade de efectuar \"jogos treinos\" diante das equipas do Interclube, Petro de Luanda ou Marinha de Guerra foi o motivo que levou Filipe Cruz, seleccionador nacional sénior masculino, a optar por efectuar a preparação da equipa em Luanda para a 12ª edição dos Jogos Africanos de Rabat em detrimento do estágio previsto para Portugal. Os campeonatos europeus estão parados e seria difícil encontrar uma equipa para efectuar jogos. 

A equipa trabalha desde segunda-feira com um grupo de jogadores em que salta à vista a ausência de Edivaldo Ferreira \"Moreno\", que actua pelo Smoua do Egipto. O jogador esteve a um passo de jogar o campeonato nacional pelo campeão Interclube e desconhece-se as razões da ausência na equipa nacional.

De fora das opções de Filipe Cruz está também Mayomona Panzo, campeão nacional e integrante do sete ideal da competição doméstica. Aliás, foi o único dos sete eleitos que não foi chamado. 

A equipa nacional busca a manutenção ou a melhoria da segunda posição obtida em Brazzaville\'2015. Na fase preliminar, a equipa de Felipe Cruz está inserida no Grupo B com a Argélia, República Democrática do Congo, Nigéria e Burkina Faso. 

Noutro grupo vão jogar o Egipto, Marrocos, Camarões, Guiné Conacri e Zâmbia.

O grupo às ordens de Filipe Cruz integra os atletas Agnelo Quitongo e Gabriel Teca (pivôs), Rome Hebo, Cláudio Lopes, Elias António e Manuel Nascimento (centrais), Feliciano Couveiro, Adelino Pestana, Mário Tati, Declerck Sibo (laterais); Giovany Muachissengue e Custódio Gouveia (guarda-redes), Elsemar Pedro, Otiniel Pascoal e Cláudio Chicola.