Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

"Há 20 anos era pobre e só tinha uma raqueta"

03 de Fevereiro, 2015

Serena conquistou o título em Melbourne ao derrotar Maria Sharapova obtendo o seu 19º título num torneio de Grand Slam.

Fotografia: AFP

Serena Williams teve de se esforçar para conter as lágrimas durante o discurso de campeã, após conquistar, sábado passado, em Melbourne, o seu sexto título no Open da Austrália e 19.º Grand Slam da carreira.

"Quando comecei a jogar não era rica e tinha apenas uma pequena raqueta e uma bola. Nunca pensei estar aqui com 19 Grand Slams. Espero ser um modelo para todas as pessoas que sonham ser as melhores em algo. Nunca desistam dos vossos sonhos", afirmou para os 15 mil espectadores presentes na Rod Laver Arena.

Serena conquistou o título em Melbourne ao derrotar Maria Sharapova por 2-0, com parciais de 6/3 e 7/6 (7-5), obtendo o seu 19º título em um torneio de Grand Slam. Antes da final, ela estava empatada com Martina Navratilova e Chris Evert com 18 troféus. “Eu amaria chegar a 22.

Foi tão difícil conseguir o 19º. Levei 33 anos para isso, então adoraria ir mais adiante. Mas antes preciso vencer o 20º e depois o 21º. Há tantas jovens jogadoras incríveis que será uma tarefa complicada. O meu objectivo era só chegar a 19, não imaginei que viria tão rápido para ser honesta, mas é algo óptimo”, disse a norte-americana, que conquistou o seu 18º título de Grand Slam no Open dos Estados Unidos de 2014.

O título em Melbourne, o seu sexto no torneio, foi especial para Serena por causa do resfriado que contraiu antes do início do campeonato. Durante as duas semanas de disputa do Aberto da Austrália, ela teve de superar as dificuldades físicas causadas pela doença e chegou a vomitar no balneário durante a final, que estava interrompida devido à chuva.

“É muito bom estar aqui como campeã, realmente não achei que isso fosse acontecer no começo da semana ou há duas semanas, mas é excelente”, afirmou. “Nunca tinha vomitado num jogo antes, mas acho que há uma primeira vez para tudo. De alguma forma, aquilo ajudou-me,  senti-me melhor depois”, explicou.

A norte-americana deixou ainda muitos elogios a Maria Sharapova. "A Maria jogou um grande encontro e deu-me muita luta. Ofereceu-nos uma grande final não apenas ao público mas ao ténis feminino. É uma honra defrontá-la numa final como esta."