Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hamburgo com segurança reforçada

18 de Abril, 2013

Alemães trabalham na criação de condições para que a prova seja um sucesso

Fotografia: AFP

A organização da Maratona de Hamburgo e as forças de segurança estão a reforçar as medidas para a prova internacional de domingo, após as explosões ocorridas em Boston.

Frank Thalesier, organizador da prova, disse que não existem motivos, nem indícios para pensar que a Maratona de Hamburgo possa ser objecto de um atentado e que até agora não houve nenhum atleta que tenha desistido de participar no evento. "Não existe um risco elevado (no campo) da segurança", disse, adiantando que as autoridades do interior da cidade alemã e os serviços de informação, que se reuniram após os acontecimentos de Boston, controlam a situação em Hamburgo, em declarações publicadas ontem no site do semanário "Der Spiegel".

O responsável acrescenta que o percurso da Maratona de Hamburgo "será inspeccionado toda a semana com minúcia", reconhecendo que "não se pode inspeccionar o percurso a pente fino com os cães pisteiros, este fim- de-semana, nem colocar polícias em todos os lugares".

"Quem sabe se elevaria o sentido subjectivo de segurança colocar uma centena de polícias na linha da meta. Mas também não sei se seria uma grande ajuda", assinalou o responsável da prova, que espera cerca de 750 mil espectadores nas ruas.  Frank Thalesier avança que uma maratona é "um acontecimento num espaço público", não se podendo comparar com um jogo de futebol em que os espectadores são "controlados antes de entrar no estádio. Qualquer um pode assistir e ver de perto".

As explosões registadas na segunda-feira perto da linha da meta da Maratona de Boston causaram pelo menos três mortos e 176 feridos, incluindo 17 em estado grave, e provocaram o pânico entre as dezenas de milhares de espectadores.


SOLIDARIEDADE
Londres homenageia vítimas de Boston


A organização da Maratona de Londres vai homenagear no domingo, durante a prova, as vítimas das explosões na corrida de Boston, ocorridas na segunda-feira. Após uma reunião com a polícia da capital inglesa, na qual o programa de segurança da corrida foi revisto, Nick Bitel, director-executivo da maratona, garantiu que os planos da prova não vão sofrer alterações.

"O apoio que recebemos de todas as partes foi extraordinário. Contamos com a polícia de Londres e com as restantes autoridades", disse Bitel. O responsável da prova deixou ainda uma mensagem para que "corredores, espectadores, voluntários e outros relacionados com a prova estejam seguros", assegurando que a organização "está a fazer tudo para assegurar que a maratona decorra sem incidentes".