Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hamilton mantm mecnicos

20 de Dezembro, 2016

Campeo do mundo quer evitar a situao ocorrida no ano passado

Fotografia: AFP

Em Maio, Lewis Hamilton revelou que alguns dos seus mecânicos foram trocados pelos de Nico Rosberg, que conquistou o título da época'2016. O tricampeão do mundo mostrou-se incomodado com a decisão tomada pela Mercedes, e disse que não existiam “motivos aparentes” para a troca. E, tudo o que o britânico não quer, é que o mesmo filme se repita em 2017.

Com a aposentação de Nico Rosberg, Hamilton sem ainda saber quem vai ser o seu companheiro de equipa em 2017, começa a impor-se por ser o piloto campeão do mundo na equipa. E, o piloto já fez um pedido: que a Mercedes deixe tudo como está, e não faça  mudanças no corpo técnico que trabalha junto a Lewis nas boxes ,durante as corridas.

“Vou falar com Toto Wolff sobre o ano que vem, e vou dizer que não quero que troque os meus camaradas. Quero manter todos os meus engenheiros. Todos os meus mecânicos. Não há uma só pessoa que tenha de partir”, comentou o piloto durante uma entrevista publicada pelo diário britânico ‘Daily Mail’.

O tricampeão acrescentou: “Agora, sou o único campeão do mundo deles, de modo que espero que respeitem e analisem isso, como compromisso que vão colocar no ano que vem”. À época, a insatisfação reflectida por Hamilton pela troca de mecânicos foi expressa depois de Rosberg ter vencido as quatro primeiras corridas da época, o que fez o alemão abrir nada menos que 43 pontos de vantagem sobre Lewis.

A mudança suscitou teorias de conspiração nas redes sociais, o que gerou uma negativa de Toto Wolff. “Não vou responder a cada um dos lunáticos que nos mandam mensagens no Twitter. Alguns estão a abusar a equipa, membros da equipa, e nunca vou permitir. A última coisa que gostavamos de fazer é punir Lewis Hamilton. É o campeão do mundo e um grande embaixador do desporto.

É uma pessoa amável, que queremos na equipa. Achamos horrível que não possa dar o seu melhor, estamos a ficar decepcionados”, lamentou Toto, em entrevista à emissora Sky Sports. “O pessoal do motor começou a trabalhar às 2h00 da madrugada, depois que as peças novas chegaram. O pessoal de chassis começou às 5h00 da madrugada. Estamos a dar o nosso melhor, Lewis é muito importante para nós”, comentou à época o chefe de equipa da Mercedes.

SILVERSTONE'2008
A MELHOR CORRIDA

Lewis Hamilton é detentor de três títulos mundiais na Fórmula 1, e seleccionou o GP da Grã-Bretanha de 2008 como a sua melhor corrida na carreira. De 2007 até hoje, soma 53 vitórias e crê que aquela corrida seja a melhor apresentação da sua vida. Na ocasião, o inglês levou a claque da sua terra natal ao delírio, após vencer com uma grande margem a concorrência.

Ainda na McLaren e rumo a seu primeiro título, Lewis viu o seu principal concorrente pelo campeonato daquele ano, Felipe Massa, terminar fora dos pontos. “Escolher a minha corrida favorita, não é tão fácil, para ser honesto. Corro desde os oito anos. Tive boas corridas em momentos diferentes. 2008, à chuva, em Silverstone, foi uma final de semana interessante.

Tínhamos tido um teste algumas semanas antes em seco. Heikki (Kovalainen, companheiro de Hamilton na McLaren) tinha escolhido uma suspensão traseira diferente da minha, que era melhor para curvas de alta velocidade. Durante a parte seca do final de semana da corrida, estava a ser mais rápido”, iniciou um vídeo feito pela Mercedes.

O tetra - campeão prosseguiu: "Fez a pole, fui o terceiro (na verdade quarto) na grelha e choveu durante a corrida. Para mim, foi bom, porque vou bem nessas condições. Tive uma boa largada, liderei toda a corrida. Vários pilotos rodaram durante aquele GP. Ganhei por 68 segundos e dei volta em todos até o terceiro. Foi um final de semana inacreditável. A inter - acção com os fãs foi muito boa, pude vê-los a levantar a cada curva. Para mim, este foi um dos melhores momentos da minha carreira”.