Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hamilton admite pior fim-de-semana

03 de Julho, 2018

Piloto diz que a sua equipa precisa trabalhar duro para tentar entender onde que esteve o erro

Fotografia: Dr

Mesmo não largando na \"pole\", tudo indicava que seria uma corrida tranquila para Lewis Hamilton, que assumiu a liderança do GP da Áustria logo após a largada. Mas, o castelo do inglês desmoronou a partir da quebra do seu companheiro de equipa, Valtteri Bottas, e sendo um dos poucos a não entrar logo no accionamento do safety car virtual. A demora na entrada nos boxes o fez cair para a quarta posição.
Mas ainda não era tudo. O piloto da Mercedes foi obrigado a abandonar já nas voltas finais, configurando o duplo abandono da equipa no Red Bull Ring. Chateado, Hamilton comentou sobre o erro estratégico da equipa, mas reiterando a confiança na mesma.
“Foi um dia infeliz”, disse ao Channel 4. “Todos na equipa vão sentir a dor, mas nós temos uma confiabilidade muito grande por muitos anos. Por mais doloroso que seja, somos profissionais. Este é, definitivamente, o pior fim de semana que me lembro de ter tido em muito tempo, mas tenho toda a confiança na minha equipa.\"
“Eu não vou mentir, vamos ter que trabalhar em todas as áreas. O carro tem sido óptimo, fomos mais rápidos. Mas ter duas falhas diferentes é muito incomum. Não podemos nos dar ao luxo de jogar pontos fora. Precisamos encontrar um método à prova de balas, para avançar na estratégia, porque se o nosso carro tivesse continuado, seria uma vitória fácil para nós, estávamos confortavelmente à frente.”
Hamilton também falou sobre a comunicação entre ele e a equipa durante a prova, reiterando a confiança que tinha, mesmo com novo erro estratégico.
“Há coisas que você pode fazer, se eles te chamam [para os boxes], você pode decidir ficar de fora, mas, em última análise, você tem que colocar 100% de confiança e fé nos homens do pitwall”, disse Hamilton para a Sky Sports.
Continuando a sua argumentação, disse que \"eles têm o cenário, tudo que eu posso ver é o adversário da minha frente e o adversário atrás de mim e, na verdade, quando eu estava na liderança, eu não conseguia ver onde eles estavam. Então, nessas circunstâncias, você precisa confiar totalmente neles. Mas temos que trabalhar duro para tentar entender onde erramos, eu sei que todos na equipa vão sentir muita dor hoje, mas temos que tirar os pontos positivos deste fim de semana. Em última análise, fomos os mais rápidos, deveríamos ter vencido. Então tenho que continuar a trabalhar duro.”