Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hamilton contra sistema "halo"

07 de Março, 2016

Sistema “halo” de segurança divide opinião de pilotos e gentes da modalidade

Fotografia: DR

O sistema de protecção do habitáculo na Fórmula 1, estreado por Kimi Raikonen e Sebastian Vettel nos testes de pré-temporada em Barcelona, está longe de reunir consenso em matéria de estética entre os pilotos.

O “halo” (sinónimo de auréola) é o sistema preferido pela Federação Internacional do Automóvel (FIA), como a melhor solução para proteger a cabeça dos pilotos. A sua introdução na Fórmula 1 pode acontecer em 2017, mas pilotos como Lewis Hamilton mostram-se contra a ideia. “Por favor, não! Esta é a coisa mais horrorosa na história da Fórmula 1”, reagiu Lewis Hamilton nas redes sociais.

“Compreendo as tentativas de incremento da segurança, mas isto é Fórmula 1 e como está é perfeito”, escreveu o inglês na sua página no Instagram, faz acompanhar o post com uma foto do Ferrari de Räikkönen.

Nico Hulkenberg é da opinião do inglês. “É horrível. Temos de aceitar que a Fórmula 1 tem alguns riscos de perigo, isso não torna o desporto mais atraente. Para mim, não me parece esteticamente certo.”

Também o chefe da Red Bull, Christian Horner, mostrou-se crítico em relação à proposta e acredita que  pode encontrar-se uma alternativa consensual. “Não sou a favor deste sistema. Acho que podemos desenvolver algo mais elegante.” Já a Force India enveredou pelo lado humorístico, publicou na  conta de Twitter: “Vimos o carro do Kimi com o Halo e o carro do Kvyat com a enorme rede de sensores e sentimo-nos mal porque ninguém nos avisou que hoje era o dia dos apêndices divertidos”.

ALONSO
Fernando Alonso teve um saldo relativamente melhor nos treinos de pré-temporada, comparados ao desempenho do ano passado. O novo carro da McLaren teve uma significante melhoria na confiabilidade, no entanto há ainda muito a melhorar. O espanhol comentou sobre as primeiras impressões e projectou o que está por vir na Fórmula 1 em 2016.

“As sensações são melhores que do ano passado. É um passo adiante. Se não for assim, iríamos mal. Estamos contentes com o passo que demos neste Inverno, creio que tivemos alguns problemas no ano passado em termos de rendimento e confiabilidade. Ao menos em confiabilidade melhoramos esse ano”, comentou Alonso, reconheceu a melhoria no desempenho do motor.