Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hamilton feliz por igualar recorde de Senna

29 de Setembro, 2015

A 41ª vitória de Hamilton começou a ser construída na largada da prova em que ultrapassou o companheiro da Mercedes o alemão Nico Rosberg logo na primeira curva do circuito

Fotografia: AFP

Ao cruzar a linha de chegada em primeiro lugar, do Grande Prémio do Japão de Fórmula 1, na madrugada de domingo, Lewis Hamilton empatou em número de vitórias com o grande ídolo: Ayrton Senna. Após a comemoração no pódio, o britânico não conseguiu descrever o momento em que igualou o brasileiro, 41 triunfos na carreira.

“Eu adorava assistir Ayrton Senna pilotar e vi as suas vitórias. Não posso descrever este momento”, disse o piloto da Mercedes. Ele também admitiu, que foi fundamental em termos de confiança a equipa alemã ter vencido em Suzuka, após a desastrosa actuação em Singapura há uma semana, quando abandonou a prova por problemas mecânicos no seu carro.

“Definitivamente, era importante para nós, contra-atacar. As Ferrari foram incrivelmente rápidas na última corrida, mas o nosso carro estava maravilhoso de dirigir aqui hoje (domingo)”, analisou o britânico. A 41ª vitória de Hamilton começou a ser construída na largada da prova, em que ultrapassou o companheiro da Mercedes, o alemão Nico Rosberg, logo na primeira curva do circuito de Suzuka.

Depois, foi só pisar a fundo para abrir distância suficiente para ninguém ameaçar o oitavo triunfo na temporada. Hamilton disse que não fechou Rosberg, no momento da ultrapassagem na curva 2, em que o alemão escapou da pista e caiu para a quarta posição. “Eu não sinto que fechei. A linha de dentro é a linha de dentro, então eu estava na minha curva. Nós estávamos muito, muito próximos e a correr por fora da lista e eu imagino que Nico estava a andar fora da pista, mas é o que acontece quando você está do lado de fora”, explicou.

Maior adversário de Hamilton na luta pelo título, Rosberg, que se recuperou e terminou em segundo, também minimizou o incidente. “Lewis teve um começo melhor e tivemos uma boa batalha pelo primeiro lugar na curva 2. Ele ficou na parte interna e venceu ali”, admitiu o alemão. Após 14 etapas, Lewis Hamilton lidera o Mundial 2015 com 48 pontos de vantagem sobre Nico Rosberg. O próximo desafio entre eles será no GP da Rússia, no dia 11 de Outubro.