Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hamilton refora liderana em Silverstone

15 de Julho, 2019

Campeo do mundo em ttulo regressa ao pdio e refora a liderana do campeonato

Fotografia: Dr

Ontem foi atingido o marco histórico da 70ª corrida da Fórmula 1 em Silverstone,  evento de maior referência da Grã-Bretanha e do mundo desportivo do automobilismo,  sobre quatro rodas, num circuito revitalizado com um novo asfalto.
A corrida foi de genuína emoção com a Mercedes absoluta, Lewis Hamilton venceu tranquilo, com Valtteri Bottas em segundo. O inglês não só venceu a corrida, como também se tornou o piloto com mais vitórias no Reino Unido, deixando para atrás as lendas Jim Clark e Alain prost
A largada foi boa na parte de frente, com os pilotos da Mercedes a  fecharam a porta a Charles Leclerc e este a Max Verstappen. Pierre Gasly foi ultrapassado por Sebastian Vettel e Daniel Riccardo por Lando Norris.
Na parte de trás as coisas não correram bem para os carros da Haas Racing de  Romain Grosjean e Kevin Magnussen,  pois Kevin deu um toque no carro de Grosjeane, e este com a batida abandonou a corrida na 8ª volta, devido aos danos no carro.
Gasly abriu o activo na linha da frente e foi o primeiro do grupo a parar na 13ª volta, seguindo-lhe Leclerc e Verstappen na 14ª e Bottas na 17ª. Na 20ª volta António Giovinazzi não conseguiu controlar o seu Alfa Romeo e foi parar na gravilha, causando a entrada do Safety Car.
Como resultado, a maioria dos pilotos entrou nas boxes e ouve algumas alterações em pista. Hamilton ficou na frente, seguindo-lhe  Bottas, Vettel, Gasly, Verstappen e Leclerc. Com a saída do Safety Car assistiu-se a uma corrida frenética, emocionante, que não dava tempo para respirar e imprópria para cardíacos. Vettel, Gasly Verstappen e Leclerc protagonizaram o maior espectáculo da corrida, com ultrapassagens mútuas.
Se a Ferrari de 2018 era sinónimo de vitórias, a realidade actual é bem diferente…. Ontem, voltaram a decepcionar. Na 37ª volta é que aconteceu o ponto mais crítico da corrida. Sebastian Vettel falhou a travagem e embateu na parte de trás do Red Bull Racing Honda de Max Verstappen, depois deste último o ter ultrapassado de maneira espectacular.
Como resultado do embate, o alemão caiu para última posição e sofreu uma penalização de 10 segundos, e Leclerc herdou o terceiro lugar. Vettel não pontuou e agora terá que correr atrás do prejuízo, para não perder a sua posição na tabela de classificação. Aliás não é por acaso que o seu perseguidor conquistou o quarto pódio consecutivo, feito este conseguido apenas por Hamilton e Bottas.
 O GP da Grã-Bretanha ficou com a seguinte classificação: Lewis Hamilton, Valttteri Bottas, Charles Leclerc, Pierre Gasly, Max Verstappen, Carlos Sainz, Daniel Rcciardo, Kimi Raikkonen,  Daniil Kvyat e Nico Hulkenberg. 
Depois do  GP do Reino Unido, os motores voltam a roncar na Alemanha, casa da Mercedes, Sebastian Vettel e Nico Hulkenberg. A líder de construtores e campeã em título, é favorita a vitória, a julgar pela forma como apareceu na Inglaterra.
Mas\"favoritismo é fora; quando se entra em acção a coisa é outra”, que o diga a Mercedes e a Ferrari na Áustria. Com muita exigência física para os pilotos, 67 voltas, 17 curvas, um percurso de 4574 km, e um total de 306.458 km, existem boas possibilidades de em Hockenheim-Badem-wurtiemberg, termos lutas escaldantes entre os pilotos e as equipas, por ser uma pista de velocidade e que permite ultrapassagens. Iremos assistir um passeio em alta velocidade.