Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hanga vai Assembleia da Confederao Africana

H?lder Jeremias - 30 de Março, 2017

A atiradora do Interclube permaneceu vrias pocas sem competir e a atleta do 1 de Agosto deu luz h poucas semanas.

Fotografia: Jornal dos Desportos

Uma delegação chefiada pelo presidente da Federação Angolana de Tiro, Francisco Afonso \"Hanga\", coadjuvado pelo secretário-geral, Adelino Chaves \"Pigui\" deixa nos próximos dias o país com destino ao Egipto para participar da Assembleia Geral ordinária da Confederação Africana de Tiro Desportivo, agendada para o dia 21 de Abril, à margem do Campeonato Africano a decorrer de 19 de Abril a 3 de Maio, na cidade do Cairo.

Afonso Francisco \"Hanga\" vai levar na bagagem os passos significativos que o país deu nos últimos tempos, mormente, à construção de infra-estruturas topo de gama e outros projectos que Angola persegue para o desenvolvimento do tiro.

O secretário-geral da instituição reitora do tiro desportivo no país, Humberto Jorge, avançou ao Jornal dos Desportos que a Selecção Nacional é constituída por Paulo Silva, Paulo Guga, Hírio Baião (atiradores do 1º de Agosto), Tiago Silva (Socolill) e Paulo Alves (Força Aérea Nacional).

A presença de Paulo Silva entre a nova geração de atiradores vai transmitir maior conforto aos companheiros nas pranchas do Africano do Cairo, tendo em vista outros desafios regionais e continentais nos próximos tempos, segundo Humberto Jorge.

A Federação trabalha com o Ministério da Juventude e Desportos para que a presença de Angola, nos dois eventos continentais, seja coroada de êxitos. Entre outras preocupações, Angola pode apresentar na reunião magna continental a proposta de candidatura de realização do campeonato africano de 2018 na cidade de Benguela. Por outro lado, os atiradores buscam obter a pontuação mínima para rechear o ranking de cada um.

\"Os trâmites para o embarque da nossa delegação estão bem encaminhados. Os cinco atiradores viajam em datas diferentes devido a questões de ordem técnica. A delegação vai ser chefiada por Francisco Afonso \"Hanga\", presidente da Federação, o que nos transmite a segurança quanto a obtenção de resultados positivos nos dois eventos\", augurou Humberto Jorge. 

A Selecção Nacional feminina não vai fazer-se presente no evento do Cairo. Humberto Jorge justificou que a ausência se deve ao baixo nível competitivo das angolanas. O Campeonato Africano reúne as atiradoras com elevada qualidade técnica. Natália Bernardo e Érica Andrade estão indisponíveis para suportar a pressão da competição. A atiradora do Interclube permaneceu várias épocas sem competir e a atleta do 1º de Agosto deu à luz há poucas semanas.
HJ