Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hegemonia em África

15 de Outubro, 2013

Petro de Luanda e Progresso do Sambizanga foram recebidas no aeroporto por dirigentes dos dois clubes e da federação

Fotografia: Jornal dos Desportosoia

As equipas do Petro de Luanda e do 1º de Agosto desembarcaram ontem de manhã no país, vindas de Marraquexe, Marrocos, onde conquistaram as medalhas de ouro e prata.
À chegada ao Aeroporto 4 de Fevereiro, as duas equipas foram recebidas por dirigentes dos clubes, da federação e do Ministério da Juventude e Desportos.

Pedro Godinho, presidente da Federação Angolana de Andebol, disse, na ocasião, que o feito alcançado pelas três equipas na competição, Petro de Luanda, 1º de Agosto e Progresso do Sambizanga, enaltece o nome de Angola e justifica a posição do país no topo do ranking africano.

“Enquanto presidente da Federação Angolana de Andebol sinto-me muito honrado cada vez que uma equipa angolana sobe ao pódio africano. Desta vez, penso que para vocês também foi motivo de orgulho ver as três equipas angolanas a fecharem o pódio de África. Quer dizer que Angola continua a ser o primeiro no ranking africano, não só pelas vitórias da selecção.

É também pelos 19 títulos do Petro Atlético, é pelos títulos da supertaça. Tudo isso é que faz o ranking africano”, disse, quando se dirigia às atletas.
Ao contrário das outras duas, a formação do Progresso do Sambizanga chega ao país apenas na quinta-feira, às 7h00.

O Petro de Luanda venceu no sábado a final da Taça dos Clubes Campeões Africanos ao 1º de Agosto, por 31-27, enquanto o Progresso do Sambizanga derrotou o Interclube do Congo, por 33-30, na disputa pelo terceiro lugar, após prolongamento.Desta forma, as três equipas angolanas subiram ao pódio, na classe feminina, protagonizando um feito inédito.Na classe masculina, o 1º de Agosto quedou-se na quinta posição.


LUÍS PLÁCIDO
1º de Agosto valoriza 2º lugar


O director para o marketing do 1º de Agosto, Luís Plácido, lamentou o facto da equipa sénior feminina ter voltado a ficar no segundo lugar da 35ª edição Taça dos Clubes Campeões Africanos de Andebol, disputada até ao passado sábado em Marraquexe, Marrocos, na qual perdeu a final por 31-27 para o Petro de Luanda.

O responsável, que até há alguns dias respondia pelo departamento de andebol, reconheceu ser pretensão da direcção a conquista da maior competição continental a nível de clubes, depois de na época transacta ter dado a alegria aos seus adeptos com a obtenção dos títulos provincial e nacional. Apesar disso, afirma que o segundo lugar não é de todo mau.

“Ao longo destes anos, o 1º de Agosto tem terminado sempre na segunda posição, daí que o clube trabalhou em prol da obtenção do ouro na 35ª edição do Africano de Clubes, depois de se sagrar campeão provincial e nacional. Voltámos a ficar na segunda posição e agora vamos concentrar-nos na Taça de Angola, que é outra das nossas prioridades”, disse.

No dizer do dirigente desportivo, a próxima meta da equipa é a conquista da Taça de Angola, marcada para o próximo dia 24, no pavilhão principal da Cidadela Desportiva, onde volta a medir forças com o Petro de Luanda, detentor da Taça.Luís Plácido mostra-se confiante nas atletas e equipa técnica, em função dos relatórios que recebeu ao longo do Africano de Clubes, dos quais é possível tirar ilações positivas sobre a possibilidade da equipa se redimir da derrota por quatro pontos diante das tricolores.
Hélder Jeremias