Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hlder "Vuty" campeo antecipado do nacional

Hlder Jeremias - 07 de Outubro, 2013

Hlder Coelho

Fotografia: Jornal dos Desportos

O piloto ao serviço da TDA, Hélder Coelho “Vuty” é o campeão antecipado do nacional de Rali/Raid 2013, na classe M (motorizadas), com um total de 143 pontos, a três jornadas do final da competição que teve início em Fevereiro.

Ao comando de uma Honda CBR 450cc, Vuty tem marcado a sua primeira época na competição no seu maior nível, obteve 18 pontos na prova de estreia que teve lugar no circuito de Luanda.

Nas jornadas subsequentes, realizadas no Namibe, Lobito, Longa, Benguela e Huambo, o piloto somou 25 pontos em cada uma delas.
Na tabela classificativa segue Zé Comando com 84 pontos, José Mira 43, Cristiano Mira 42, Sérgio Dias 27, Paulo Alexandre 26, Rui Duarte 10 e Bruno Castro com apenas seis pontos.

Hélder Coelho “Vuty” liderou ontem o Ralí de Porto Amboim, facto que retira qualquer hipótese dos seus mais directos adversários inverter o resultado final.
Helder Coelho “Vuty” iniciou a sua carreira no motocross, onde venceu vários troféus, apesar de nunca se ter consagrado campeão provincial de Luanda é também na época presente, líder do Campeonato Nacional de Velocidades na categoria dos 600cc, em que também representa as cores da concessionária TDA.

O piloto esteve no início do ano a efectuar testes na categoria Supersport da África do Sul, país em que o internacional angolano Sandro Carvalho terminou a sua carreira internacional na categoria Superbike/Unlimited, depois da triunfante passagem pelo campeonato português de velocidades Promoto 1000, em que arrebatou o título em 2009. HJ

RALI DE FRANÇA
Sébastien Ogier triunfa


O francês Sébastien Ogier (Volkswagen) venceu ontem o Rali de França e juntou a festa do triunfo ao título Mundial conquistado no arranque da prova gaulesa. Ogier chegou a França a apenas um ponto do título, que ficou logo decidido na primeira especial do rali, quando o único rival que ainda tinha possibilidades matemáticas, o belga Thierry Neuville (Ford), não conseguiu sequer somar os três pontos conferidos pela “powerstage”.

Com as contas arrumadas pelo título, o rali gaulês podia tornar-se uma etapa de consagração para Ogier, mas, ao longo da prova, foram outros os protagonistas, com Ogier a chegar ao final da terceira etapa, no sábado, em terceiro lugar, numa altura em que apenas cinco segundos separavam o líder, o finlandês Jari-Matti Latvala (Volkswagen) do quarto, o francês Sébastien Loeb (Citroen), ex-campeão mundial.

Com 29 anos, o piloto gaulês sai da Alsácia com o seu sétimo triunfo em 2013 - Suécia, México, Portugal, Itália, Finlândia, Austrália e, ontem, França -, confirmando o amplo domínio registado ao longo da temporada.