Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Holanda e Noruega em final inédita

20 de Dezembro, 2015

A Holanda disputa a sua primeira final diante de uma equipa que ostenta o título de campeã da Europa e que já venceu um Mundial

Fotografia: AFP

A Holanda, que bateu a Polónia, por claros 30-25, e a Noruega, que superou a Roménia por 35-33 após prolongamento, nos jogos das meias-finais disputados sexta-feira são os finalistas do Campeonato do Mundo de andebol feminino, que hoje, domingo, termina em Henning, na Dinamarca.

Pela primeira vez, a Holanda chega a uma final, superando largamente o seu melhor resultado até agora, que era um quinto lugar.

Frente à Polónia, as holandesas voltaram a ter um início de jogo fortíssimo e chegaram num ápice a uma vantagem de 5-2, chegando ao intervalo com a meia-final praticamente resolvida, com 15-8.

Destaque para a guarda-redes holandesa Tess Wester, com defesas espectaculares e passes de quase 30 metros, e para Nicke Groot, decisiva na distribuição de jogo e eleita com naturalidade a melhor em jogo.

Alguma falta de sorte das holandesas na segunda parte permitiram à Polónia reduzir o atraso para cinco golos, mas daí não passaram.

As holandesas vão agora defrontar a selecção da Noruega, que travou a sensacional campanha da Roménia, que tinha eliminado o Brasil, campeão em título, e a Dinamarca, país organizador e apontado como favorito.

A Noruega, campeã europeia em título e vencedora do torneio mundial em 2011, chegou ao intervalo a ganhar por 17-14, após o que permitiu a recuperação das romenas, que empataram 27-27 e obrigaram a prolongamento.

Lideradas pelo poder ofensivo de Heidi Loeke, as norueguesas chegaram ao intervalo do prolongamento de novo na frente, por 31-29, para um 35-33 final.

Nos jogos de classificação para os lugares quinto a oitavo, a Rússia superou a França por 31-25 (com 15-8 ao intervalo) e a Dinamarca o Montenegro, por 28-20 (15-11).

Na despedida do torneio, também no domingo e antes da final e do jogo pelo terceiro lugar, a Rússia e Dinamarca jogam pelo quinto lugar e França e Montenegro pelo sétimo.