Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Horner enaltece desempenho da Ferrari

28 de Março, 2017

A próxima etapa da F1 acontece daqui a duas semanas, em 9 de Abril, na pista chinesa de Xangai.

Fotografia: AFP

Christian Horner minimizou a influência da decisão da FIA , sobre o sistema de suspensão da Red Bull, e afirmou que a medida não comprometeu o desempenho da equipa na Austrália.

O inglês admitiu que a sua equipa é a terceira força do campeonato,  que precisa de 0s5,  para alcançar a Mercedes e a Ferrari.
O chefe da Red Bull, Christian Horner, minimizou a decisão da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) quanto à imposição por uma mudança no sistema de suspensão,  e disse que o desempenho aquém do esperado da equipa austríaca no GP da Austrália, teve outros factores.

 A Mercedes e a Red Bull foram colocadas sob suspeita, depois que a Ferrari pediu uma investigação por parte da FIA, por entender que o sistema de suspensão de ambas podia ajudar no desempenho aerodinâmico – o que é proibido pelo regulamento.

E, depois de uma análise da entidade, as duas equipas tiveram de revisar suas peças. Mas a equipa tetracampeã encontrou outros motivos, para o quinto lugar de Max Verstappen, em Melbourne, e acha que agora é preciso encontrar, ao menos, 0s5 para fazer frente às rivais.

 \"Durante a pré-temporada, nós começamos a introduzir e a melhorar o sistema de suspensão, honestamente, nem tivemos a chance de usá-lo. Na verdade, a configuração do nosso sistema é a mesma da temporada passada\", afirmou o dirigente Horner, então, admitiu que a Red Bull ocupa o posto de terceira força do Mundial, mas mostrou optimismo,  acha que a equipa pode ter condições de apresentar-se melhor nas próximas corridas. \"Queremos progredir rapidamente\", disse o britânico.

\"Nós temos claramente o terceiro carro da grelha, mas a intenção é reduzir essa diferença, nas próximas corridas. Sinceramente, acho que em Melbourne, a Ferrari realmente foi mais forte,  provavelmente, tem o melhor carro. E acho também, que a Mercedes não está muito longe de nós. Na minha opinião, temos de melhorar meio segundo por volta\", concluiu. A próxima etapa da F1 acontece daqui a duas semanas, em 9 de Abril, na pista chinesa de Xangai.