Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Huambo faz pleno no nacional de pista

27 de Junho, 2017

Selecção portuguesa começou a preparar o duelo com o Chile

Fotografia: Jornal dos Desportos | Edições Novembro

A selecção do Huambo conquistou no domingo, em Luanda, o campeonato nacional adaptado de atletismo em pista, em masculino e feminino, feito que iguala ao protagonizado por Luanda, em 2014, na edição que decorreu em Cabinda. Até agora, ao longo de 18 edições já disputadas, só as duas provinciais venceram a prova, em ambas as categorias numa mesma edição, na primeira modalidade massificada no país ao nível do desporto para deficientes, desde à institucionalização em 1994.

A província do planalto central conquistou o evento, em masculinos, com 28 medalhas (16 de ouro, 09 de prata e 03 de bronze), tal como em 2016, em que também venceu a competição com um total de 27 medalhas (12 - ouro, 08 – prata e 07 – bronze).A segunda posição coube a Malanje com (06 – ouro, 02 prata e 01 – bronze), enquanto Bié ocupou o terceiro e último lugar do pódio com (04 – ouro, 07 – prata e 07 – bronze).

No sector feminino, as atletas do planalto foram imperais, com 9 medalhas  (04 de ouro, 03 de prata e 02 de bronze). Luanda com (03 – ouro) e Benguela com (02 – ouro, 04 – prata e 01 – bronze) ocuparam, respectivamente, a segunda e terceira posições.Actualmente, ao serviço da pré-selecção nacional que em Julho disputa o campeonato do mundo em Londres (Inglaterra), o velocista do Huambo José Chamoleia, deficiente visual total – classe T11, venceu nas quatro provas em que participou.

Nos 100 metros cronometrou o tempo de 11 segundos e 71 décimos, nos 200m (24.44), nos 400 m (54.98) e nas provas combinadas das classes T11, T12, T13 e T20 masculinos, cortou a meta com o tempo de 23.83 nos 200 metros).Os seus colegas de selecção, designadamente, Esperança Gicasso (Luanda) conquistou o ouro nos 100 metros (13.19) e nos 200 m (27.51), Regina Dumbo (Huambo) venceu a prova combinada T11, T12 e T13 com o tempo de 1:11.03, medalha de prata nos 200 m (30.58) e, novamente, medalha de prata na prova de 200 m T11 (30.34).

O equilíbrio foi notório nas provas de meio -fundo para deficientes motores – classe T46, onde os dois integrantes da pré-selecção alternaram entre o primeiro e segundo posto, ou seja, nos 800 metros o triunfo coube a Manuel Jaime (Cuanza - Sul) com o tempo de 2.04.87, contra 2:09.66 de Alberto Lussasse. David Miúdo (Moxico) foi o terceiro com 2:17.07.

Na distância de 1.500 metros inverteu-se a ordem:  a vez foi de Alberto Lussasse de arrebatar o ouro com o tempo de 4:27.09, contra 4:31.60. David Miúdo foi novamente o terceiro com 4:34.08.Este 18º campeonato nacional de atletismo em pista, iniciado no sábado e que terminou no domingo, no campo dos Coqueiros, em Luanda, contou com a participação de 141 atletas de 13 províncias, designadamente, Luanda, Huambo, Benguela, Bengo, Zaire, Namibe, Cuanza - Sul, Uíge, Bié, Cuanza - Norte, Malanje, Huíla e Moxico.