Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Huambo pronto para o corta-mato

27 de Fevereiro, 2014

Ambos obtiveram vitórias no sábado passado ao conquistar os prémios principais do GP Sonangol.

Fotografia: Jornal dos Desportos

A cidade do Huambo está preparada para acolher, no próximo sábado, o campeonato nacional de corta-mato que começa a ser disputado por volta das 9H00 no circuito do Cuando. De acordo com Damião Bambi, do conselho técnico da Federação Angolana de Atletismo (FAA) já se encontra naquela cidade um emissário da FAA para junto da Associação local aquilatar das condições logísticas e do estado do percurso.

“Temos tudo adiantado. Neste momento está um técnico da FAA no Huambo para contacto com a Associação e assegurar junto das estruturas desportivas locais todos os aspectos para o sucesso do campeonato”, disse.

Da parte dos atletas é conhecida a vontade de Francisco Caluvi e Ernestina Paulino em revalidar os títulos individuais conquistados no ano passado no mesmo circuito. Ambos obtiveram vitórias no sábado passado ao conquistar os prémios principais do GP Sonangol.

Contudo, Caluvi está a cumprir um plano de preparação normal, enquanto a sua companheira do Interclube tem a participação em dúvida. A campeã e dominadora das provas de fundo contraiu lesões ao nível da planta do pé que não estão ainda saradas. A corredora não treina desde que correu em Luanda.

 “A verdade é que ainda não estou recuperada, nem tenho treinado. Não sei como vai ser. Espero que isto passe depressa porque o meu desejo é ajudar a equipa a manter o título no Huambo”, disse. O campeonato nacional vai contar com a participação de atletas do Namibe, Huíla, Bié, Benguela, Cuanza Sul, Bengo, Huambo e Luanda. O Interclube, por equipas, é campeão nacional nas duas classes.
Silva Cacuti

Ukhov iguala o recorde
europeu de salto em altura

O russo Ivan Ukhov saltou 2,42 metros no salto em altura, na terça-feira durante o “meeting” de atletismo de Praga, igualou assim o recorde europeu daquela especialidade e ficou a um centímetro do recorde mundial de pista coberta.

Ivan Ukhov  já liderava a lista do salto em  altura esta época, com 2,41 metros, recorde da Rússia, passa a ser um dos melhores europeus de sempre, em termos absolutos, em igualdade com o alemão Carlo Traenhard, marca obtida em 26 de Fevereiro de 1988, em Berlim, ainda com a camisola da RFA, e o sueco Patrick Sjoberg, que saltou em  30 de Junho de 1987 em Estocolmo.

Após chegar ao recorde da Europa, absoluto e em pista coberta, o actual campeão olímpico tentou o recorde do Mundo em pista coberta, a 2,44, mas as três tentativas que efectuou foram claramente insuficientes. O recorde do Mundo em pista coberta continua em posse do cubano Javier Sotomayor, com 2,42 feitos a 4 de Março de 1989, em Budapeste, o mesmo atleta tem igualmente o recorde absoluto, com 2,45 metros.

No “meeting”, realizado no O2 Arena de Praga, destaca-se ­também a vitória de Pedro Pablo Pichardo, de Cuba, no triplo salto, com 17,32 metros, o que o coloca como líder anual. Pichardo é o actual vice-campeão mundial ao ar livre e campeão do Mundo de juniores em 2012. No salto em altura feminino, a croata Blanka Vlasic regressou bem, após prolongada lesão, assegurou o triunfo com um salto de 2,00 metros, o que permite acalentar o sonho de medalha nos Mundiais indoor de” Sopot” Polónia, este ano.

O único português presente no “meeting” de Praga, Francis Obikwelu, desiludiu nos 60 metros, ao ser eliminado numa das meias-finais, por falsa partida. Fora da corrida decisiva, assistiu-se ao triunfo surpreso do veterano (37 anos) Kim Collins, de St. Kitts  que percorreu a recta do O2 Arena em 6,49  melhorou  o seu recorde nacional em um centésimo.

O surpreendente atleta das Caraíbas, campeão mundial de 100 metros há 11 anos, é agora o quarto melhor da época. A comprovar a resistência dos grandes “sprinters”, o britânico Dwain Chambers foi segundo com 6,52, o que o coloca como nono da época e forte candidato à final de Sopot.