Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hula almeja aumentar o nmero de praticantes

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 17 de Novembro, 2018

Fotografia: Jos Soares| Edies Novembro

O aumento do número de praticantes em 2019, para relançar as diversas modalidades existentes, constitui uma das metas traçadas pela Associação Provincial do Desporto Adaptado da Huíla.
O secretário-geral da Associação Provincial do Desporto Adaptado da Huíla, Eduardo Samuel José, disse estar a trabalhar para que, no próximo ano, possam arrancar numa primeira fase nos 14 municípios da província, com as modalidades de futebol com muletas, atletismo,  basquetebol de cadeiras de rodas e voleibol sentado.
“Em termos de relançamento das diversas modalidades, perspectivamos ter um horizonte, por exemplo, de 50 atletas no futebol com muletas, 30 no atletismo, 40 no basquetebol de cadeiras de rodas e 20 no voleibol sentado”, garantiu.
No tocante ao material desportivo, para servir de incentivos aos jovens, Eduardo Samuel José explicou que vai recorrer ao apoio da classe empresarial existente na província. “O material desportivo para algumas modalidades, creio que vamos conseguir, batendo a porta dos empresários existentes na província”, assegurou.
Confirmou que, no caso particular para a modalidade de basquetebol em cadeiras de rodas, o Comité Paralímpico Angolano (CPA) já conseguiu material, mormente algumas cadeiras. Por isso, segredou que, até o próximo mês de Dezembro, o material vai ser distribuído nas províncias onde tem o basquetebol de cadeiras de rodas. “Com esse material, vai ser uma mais-valia para a nossa modalidade”, disse.
Eduardo Samuel José considera, que a conquista do título mundial de futebol com muletas pela Selecção Nacional, vai incentivar aos governantes das províncias apoiarem o desporto adaptado.
Revelou, que a Huíla foi uma das primeiras províncias mentora do futebol com muletas, porém, referiu que, por falta de condições, infelizmente, não foi possível continuar a ter a equipa de futebol com muletas na província.
“Temos dois atletas da classe T46, que já estão a pensar também ir na equipa de futebol com muletas como guarda-redes. Agora só estamos a espera que haja condições na província, para também prepararmos a nossa equipa de futebol com muletas e, quiçá, no futuro também entrarmos nas competições nacionais e termos atletas na selecção nacional”, anunciou.