Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Huíla tem ginásio de alto rendimento

26 de Janeiro, 2015

Jovens da cidade do Lubango estão mais bem apetrechados em equipamento depois do apoio do Governo da Huíla

Fotografia: José Soares

O primeiro Centro de Alto Rendimento da Huíla foi aberto no último fim de semana por ocasião das celebrações do Dia Nacional dos Desportos, assinalado no passado dia 23, em todo o país. Localizado nas instalações do Estádio Nacional da Tundavala, o empreendimento vai permitir desenvolver maior dinâmica na formação de novos talentos de ginástica que despontam nessas paragens.

O presidente da Associação Provincial dos Desportos Individuais da Huíla, Juca Fernandes, afirmou que o novo empreendimento vai ajudar na massificação de mais jovens interessados na prática da ginástica. Para o efeito, realçou que a associação vai engendrar nova estratégia de recrutamento de crianças da cidade do Lubango.

No âmbito da expansão da ginástica em toda a parcela do território provincial, Juca Fernandes ressaltou que as atenções do corrente ano estão viradas para o município de Chibia, localizado a 45 quilómetros de Lubango. A população já manifestou interesse em praticar a modalidade. Para o acto de lançamento, a Associação conta com o apoio do Governo da Huíla que cedeu espaços e equipamentos como fita, massa, bola e corda.  Juca Fernandes agradece o gesto, embora considere "insuficiente a quantidade" que vai minimizar a carência em todas as especialidades da ginástica feminina na Huíla.

OBJECTIVOS
Nova academia
agrada a Benilde


A atleta da Selecção Nacional, Benilde Panduleipo, congratulou-se com a abertura, no Lubango, província da Huíla, do ginásio de alto rendimento para a prática da ginástica e prometeu trabalhar com mais empenho, apesar da pouca altura do tecto para uso de bolas.

“Constituiu uma mais-valia, porque vai permitir treinar diariamente e fortificar-nos cada vez mais. Por outro lado, novas atletas vão despontar para a prática da ginástica e com dedicação, empenho e entrega no trabalho podem chegar à selecção nacional”, disse.

Benilde Panduleipo anunciou que para este ano os objectivos se centram na conquista de medalhas de ouro em todas as competições, quer nacionais quer internacionais. Para o efeito, vai dedicar-se aos treinos com mais afinco e aprimorar os aspectos que enfrentam dificuldades.

A ginasta huilana revelou que comete erros graves sempre que trabalha com aparelhos. Durante os movimentos não consegue efectuar com perfeição e, muitas vezes, é obrigada a deixá-los cair.

A Huíla conta com três atletas integrantes da selecção nacional de ginástica artística e tambling com destaque para Benilde Panduleipo, Julmira Ndjepele e Massossi Fátima que participaram nos campeonatos africanos realizados na África do Sul e no Campeonato Mundial nos Estados Unidos e na Turquia.
GH


ASSOCIATIVISMO
Desporto escolar empossa direcção


 A revitalização do sistema do desporto escolar e a estruturação do método de competições do ensino primário ao segundo ciclo constituem as linhas de acção da Associação provincial dos Desportos Escolares da Huíla (APDEH) durante o quadriénio 2015-2018. O anúncio foi feito no último sábado, na cidade do Lubango, durante a tomada de posse dos corpos sociais da mais nova instituição desportiva huilana.
A direcção da APDEH tem no seu programa de acção o levantamento estatístico dos professores, a realização de seminários de capacitação e trabalhar para a implementação da prática desportiva nas zonas de difícil acesso.

Perante a vice-governadora provincial para o Sector Político e Social, Maria João Tchipalavela, o administrador municipal do Lubango, Francisco Barros, professores de Educação Física, além de praticantes de diversas modalidades, tomaram posse, no pavilhão gimno-desportivo número um da Nossa Senhora do Monte, Jaime Afonso (presidente da Mesa da Assembleia-Geral), Ana Elias (vice-presidente), Eduardo Samihombo (secretário), Severino Xavier Fernandes (presidente de direcção), André Kassinda (vice-presidente para administração e finanças), Tomás Manuel (vice-presidente desportivo) e Emanuel Mutuquezo (secretário-geral).

A direcção é integrada também por Francisco Cativa (presidente do Conselho Fiscal), Hélder Manuel (vice-presidente) e Manuel Figueiredo (Vogal); Damião Silva (presidente do Conselho de Disciplina), Maria Culivela (vice-presidente) e Ernesto Bié (vogal); Venâncio Suana (presidente do Conselho Jurisdicional), Ponjala Maradona (vice-presidente), Neura Limo, Francisco Hossi, Feliciano Tchalo e Aguiar Jacob (vogais). Belarmino Chipongue (presidente do Conselho de Arbitragem), Lacerda Chipongue (vice-presidente), Adriano Cayunge (Secretário) e Helena Juel (Vogal).

O Director provincial da Juventude e Desportos da Huíla, Joaquim Barbante Tyova, sublinhou que a Associação tem responsabilidade na organização da actividade desportiva nas escolas, no controlo e uso racional dos equipamentos desportivos. “Observamos que os campos polivalentes das escolas estão cada vez mais degradados. A associação vai velar por estes aspectos”, ressaltou.      
GH       


DESPORTO ESCOLAR
Moxico defende criação
de Associação Angolana


  O chefe de departamento provincial dos Desportos do Moxico, Zeferino Menezes, defendeu ontem a criação de uma Associação Angolana de Desporto Escolar, a curto, médio e longo prazo, para o crescimento de praticantes.

A  Associação deve ser inserida no plano de desenvolvimento desportivo em curso no país e promover o incremento de clubes, generalização da prática desportiva como cultura social, desenvolvimento de gestão eficiente das instalações e equipamentos desportivos, segundo Zeferino Menezes.

O responsável ressalta que, neste contexto, a constituição da agremiação desportiva, em coordenação com as associações provinciais e municipais, vai operacionalizar e desenvolver os planos sob supervisão das direcções provinciais da educação e dos desportos.

A concretizar, Zeferino Menezes assegura que vai inserir nos clubes desportivos escolares cerca de 64.318 atletas projectados em função dos objectivos da prática desportiva a atingir nas modalidades de futebol, andebol, basquetebol, voleibol, atletismo, ginástica, natação, canoagem, judo, tae-kwandó, xadrez, boxe, ténis de campo e de mesa.

Zeferino Menezes alerta que a crise económica e financeira, as alterações climáticas, o vandalismo e a falta de manutenção permanente das infra-estruturas desportivas são, entre outros elementos, a ter em conta.