Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Huíla vence nacional

Rosa Napoleão - 23 de Março, 2014

11ª edição do Campeonato Nacional de Corta Mato para deficientes

Fotografia: Jornal dos Desportos

A segunda posição ficou a província de Benguela com três medalhas (um de ouro, uma de prata e uma de bronze). O Huambo ficou em terceiro lugar com duas medalhas (uma de ouro e uma de prata) ao passo que o Bié contentou-se com a quarta posição com duas medalhas (de prata e de bronze).

Na classe feminina o mérito ficou para a formação do Bié que somou uma medalha de ouro e duas de prata. Com duas medalhas (ouro e prata) ficou Benguela na segunda posição ao passo que a Huíla conformou-se com o terceiro posto com uma de ouro e uma de bronze.

A equipa vencedora na classe masculina (Huíla) cumpriu o seu grande objectivo de superar o quarto lugar alcançado na edição passada da competição nacional. Silvestre Tchissingue, Fernando António (T46), Pedro Samuel, Nelson Acácio, Guerra Casinda e Dofilia Leonarda (auditivos) foram os medalhistas a favor da Huíla.  

José Leôncio, técnico de atletismo na Huíla, disse no final da prova que tudo correu  como se previa. «Conseguimos atingir o nosso objectivo que era medalhar e superar a marca da edição passada onde terminamos na quarta posição. Tinhamos confiança nesses atletas que não nos decepcionaram, cada um competiu na sua especialidade, fizeram o que esteve ao seu alcance. O mais importante foi ter dignificado o nome da província».

A referida actividade foi uma organização do Comité Olímpico Angolano que integraram atletas do escalão sénior e juvenis em ambos os sexos, que disputaram provas de dez mil metros, seis mil e quatro mil metros.