Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Huilanos auguram conquista do trofu

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 28 de Julho, 2018

Vice-campees do torneio querem destronar Luanda

Com os olhos postos na conquista do troféu, a selecção provincial da Huíla de taekwondó trabalha arduamente no aprimoramento dos aspectos físicos, técnicos e tácticos para disputar a V edição da Taça Embaixada Coreia do Sul a decorrer de 11 a 13 de Agosto próximo, em Luanda.
Apesar de reconhecer as potencialidades de adversários de outras provinciais, a selecção provincial da Huíla traçou como propósito lutar para ocupar os lugares cimeiros. O grupo é composto por nove atletas, cinco masculino e quatro feminino, maioritariamente do Benfica Petróleos do Lubango. Trata-se de Leonardo Boliasso (-54 kg), Manuel Correia Uyango, (-58 kg), Eli José (-63 kg), António Kossengue (-74 kg) e Mário Kossengue (-68), Cláudia Canduco, (-50 kgs) e Suzaneth do Rosário (-57 kg). As outras duas atletas vão ser anunciadas oportunamente pela Associação local.
O secretário-geral da Associação Provincial de Taekwondó da Huíla, Moisés David Lelo, assegurou que os atletas só tem um objectivo: vencer.
“Vamos com uma selecção provincial nesta competição. Já enviámos os nomes dos integrantes a Luanda para confirmar a nossa presença no evento. O objectivo passa \"na conquista do lugar mais alto do pódio, visto que ocupámos a segunda posição na edição passada\"..
Moisés David Lelo sustentou que os atletas já têm um calibre internacional e possuem técnicas aceitáveis para competir em qualquer parte do mundo.
O técnico da selecção provincial, Simão Sumbelelo, trabalha no melhoramento de alguns aspectos ainda frágeis. Para a competição, o principal adversário a temer é a selecção provincial de Luanda, composta maioritariamente por atletas do 1º de Agosto.
“Temos respeito a todos os adversários de outras provinciais, mas o 1º de Agosto, sem medo de errar, é o nosso adversário número um do Clube do Benfica Petróleos do Lubango. Se falarmos da selecção, temos também a de Luanda como adversário número um\", esclareceu.
O título de campeão nacional do torneio pertence à província de Luanda.


NA COMPETIÇÃO
Atletas estão motivados para vencer


A conquista da Taça da Embaixada Coreia do Sul constitui o objectivo primordial dos integrantes da selecção provincial de taekwondó da Huíla. No seio dos atletas, o nível motivacional é muito alto.
Leonardo Boliasso (-54kg), atleta do Benfica Petróleos do Lubango, conta com vasta experiência de participação em provas nacionais e internacionais. O mais experiente da colectividade garantiu ganhar a medalha de ouro e valoriza a importância da participação.
“Começamos muito cedo com a preparação para conseguirmos ganhar a competição. É muito importante para os atletas, a Associação e principalmente para o nosso técnico que muito se sacrifica por nós”, asseverou.
A resistência, táctica e técnica dominam as sessões de treinamento. Boliasso reconheceu que todos os adversários a enfrentar são fortes e \"um combate é sempre um combate\".
“Desde que o atleta vai a um campeonato, é porque está preparado e é um adversário forte. Não devemos desprezar nenhum atleta. Todos são bons. Estou a trabalhar para que vença todos os combates. Acredito que vai acontecer”, prometeu Leonardo Boliasso.
O atleta huilano assegurou que transmite aos colegas uma mensagem positiva para se empenharem mais nos treinos pelo facto do taekwondó ser muito difícil.
“Quando treinas durante duas horas por dia e vais a um campeonato, tem de multiplicar aquelas duas horas para quatro. O adversário também vai multiplicar a hora de treino. Por isso, tenho dito sempre aos meus colegas que vamos treinar sempre para aumentar as boas performances nas competições”, sustentou.

        
ASSOCIAÇÃO
Aposta na
massificação


A aposta na massificação nas diversas academias sedeadas na província constitui a prioridade da Associação Provincial de Taekwondó da Huíla. A instituição trabalha a todo vapor para cumprir os objectivos preconizados, de acordo com o secretário-geral, Moisés David Lelo.
A realização do campeonato provincial de Sub-17, à semana passada, no município de Quipungo, a 120 quilómetros à Leste da cidade do Lubango, vem provar o plano de acção em curso. A Academia do Benfica Petróleos do Lubango sagrou-se mais uma vez campeão.
“Isso significa que estamos bem no processo de massificação. É a primeira vez que se fez uma actividade de género no município de Quipungo e tivemos boa recepção”, destacou.
O dirigente prometeu trabalhar mais com a classe feminina por registar fraca adesão. As aulas e o frio nessa fase do ano estão na base da ausência das atletas.