Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Huilanos enfrentam dificuldades na preparao para o Nacional

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 06 de Junho, 2013

Campeonato nacional de estrada est agendado para o perodo compreendido entre 27 e 30 deste ms

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os ciclistas huilanos enfrentam inúmeras dificuldades na sua preparação para o Campeonato Nacional de Ciclismo de Estrada entre os dias 27 e 30 deste mês em Luanda.

O vice-presidente para o ciclismo da associação provincial dos Desportos Individuais da Huíla, Manuel Figueiredo, confessou que os seis ciclistas disponíveis para representar a província no nacional treinam com bicicletas obsoletas.

“Estamos com problemas de falta de material. Os meios que temos estão obsoletos. Apesar disso, os nossos ciclistas estão a preparar-se com aquilo que temos. Mesmo nestas condições, temos garantias que os atletas estão em condições para estar neste campeonato”, disse.

Manuel Figueiredo referiu que a associação está a negociar com o presidente do clube Elizema, detentor de quatro bicicletas de qualidade para ver se os atletas começam a adaptar-se às mesmas e competir no campeonato nacional de estrada.

O responsável adiantou que se o órgão que superintende a modalidade na Huíla não conseguir os meios para participar no campeonato vai tentar negociar com a Federação Angolana de Ciclismo no sentido de colocar à disposição da equipa alguns meios para poder fazer parte da prova.

O dirigente associativo assegurou que internamente existem sete ciclistas disponíveis para competir em provas nacionais, sendo que o oitavo teve um acidente de moto, tendo facturado uma perna. Encontra-se em recuperação. No lugar deste, trabalha outro ciclista, mas segundo Manuel Figueiredo, tem muito pouco tempo de preparação. Nesta perspectiva, a Huíla vai contar apenas com seis ciclistas.

“Solicitámos às autoridades governamentais locais apoios para o nosso transporte. Aguardamos apenas pela resposta. Estamos a criar outras condições com os empresários locais no sentido de patrocinarem a nossa ida a Luanda”, salientou Manuel Figueiredo.

Questionado sobre o momento actual que vive o ciclismo huilano, o responsável afirmou que a modalidade necessita de mais apoios para voltar a conquistar o seu espaço no mosaico desportivo nacional.

O dirigente esclareceu que com o pouco material desportivo existente consegue-se fazer algo para contentar alguns jovens que praticam o ciclismo.
“Quanto às dificuldades da falta de bicicletas e outros materiais, a federação também está atenta a essa situação. Mesmo assim, com o pouco que temos, conseguimos fazer algo para contentar alguns jovens que praticam o ciclismo”, frisou.


CICLISMO
Cookson concorre
ao cadeirão da UCI 


O presidente da Federação Britânica de Ciclismo, Brian Cookson, anunciou esta terça-feira a candidatura à presidência da União Ciclista Internacional (UCI) nas eleições de Setembro, onde também deve concorrer o actual presidente, o irlandês Pat McQuaid.

Brian Cookson, 61 anos, prometeu, dedicar-se "à reconstrução das boas relações com a AMA [Agência Mundial Antidoping]" e a criação de "uma organização totalmente independente com o objectivo de lutar contra o doping no mundo do ciclismo".

Cookson é um antigo ciclista amador, foi campeão regional e membro da comissão de gestão da UCI, desde 2009.  Nas eleições previstas para Setembro, em Florença, Itália, palco dos campeonatos do Mundo, os britânicos devem ser apoiados pela grande maioria dos delegados europeus, que representam um terço dos eleitores.