Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Huilanos ganham experincia

Gauncio Hamelay no Lubango - 21 de Outubro, 2019

Fotografia: Edies Novembro

Com a intenção de ganhar experiência, dois atletas dos escalões de juvenil e de júnior  masculinos do Sporting Clube do Lubango representam a província da Huila no primeiro Campeonato Nacional de Esgrima a decorrer de 24 a 27 do corrente em Malanje. Dário João e Mateus João mereceram a confiança dos técnicos locais, depois da preparação bi-diária durante três meses.

A definição dos objectivos resulta da falta de conhecimento dos níveis competitivos dos adversários e por se promover o primeiro evento nacional de esgrima, após a independência nacional, segundo fez constar o presidente da Associação Provincial dos Desportos Individuais da Huíla, Juka Fernandes.

O dirigente sustentou que Dário João "nunca parou de treinar e se dedica com muito esmero na transmissão de conhecimentos aos outros colegas\". Por essa razão, "possui competências técnicas e competitivas para representar bem a província".A escolha do segundo atleta deve-se à fragilidade constatada na classe feminina. A orientação da Federação visa a participação de um atleta de cada género, mas por debilidade técnica das "senhoras" pediu-se a substituição por outro da classe masculina, segundo Juka Fernandes.

O esgrima é praticado na província da Huila desde 2017, mas teve de ser estagnado por falta de condições. A retoma aconteceu no ano corrente, após a formação de cinco professores de educação física no curso promovido pela Federação Angolana da modalidade em Luanda, que teve o apoio da Solidariedade Olímpica.

O Sporting Clube do Lubango e a Heja Sport Clube são as duas agremiações que movimentam actualmente nas terras alta da Chela a modalidade de esgrima. A província carece de equipamento específico para prática de esgrima, o que inviabiliza o processo de massificação em curso."Fazemos algumas adaptações com a utilização de caniços de bambu nos ensaios de técnicas de combate de esgrima”, confessou Juka Fernandes. 

 

MASSIFICAÇÃO

A aposta na massificação consta das prioridades da Associação dos Desportos Individuais da Huíla. Actualmente congrega no Lubango 40 atletas entre crianças e jovens, em ambos os sexos.“Estamos a fazer a massificação de uma modalidade nova para conseguirmos captar os melhores talentos para o futuro”, defendeu. 

Em um ano e seis meses de prática, a Associação promoveu um torneio interno de esgrima. A Huíla é uma "potência" que se pretende na esgrima e vai continuar a trabalhar no crescimento técnico e competitivo. “No futuro, queremos competir nas categorias de Sub-10, Sub-12 e Sub-13 entre outros. Temos crianças de tenra idade a começar a modalidade. É sempre bom apostar no maior número de atletas nos escalões inferiores para depois tirar a qualidade”, definiu.