Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hula quer Centro de Estgio de referncia

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 03 de Janeiro, 2019

Huilanos querem melhores condies

Fotografia: Santos Pedro | Edies Novembro

Tornar a cidade do Lubango, província da Huíla, num centro de estágio de referência para o atletismo e a melhoria das infra-estruturas desportivas constam das prioridades gizadas pelo Gabinete Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos da Huíla para ano de 2019.
Lubango é uma cidade localizada a 1790 metros acima do mar e o governo da província da Huíla quer tirar maior proveito das condições climatéricas para o surgimento de talentos no atletismo, assegurou o director do Gabinete Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos local, Osvaldo Lunda.
O dirigente revelou que a pretensão de construção de um Centro de Estágio de atletismo ganhou corpo após a visita do Secretário Geral para o Desporto, Carlos Almeida. Durante a estada no Lubango, as entidades afloraram a questão a partir de um projecto elaborado pelas entidades locais.
\"A questão não é haver pista de tartan só no Estádio de Tundavala, mas levar o atletismo e as condições às comunidades que o praticam. Estamos a explorar o máximo. Os atletas vêm dos municípios mais distantes de Lubango, de acordo com a Associação local\", disse Osvaldo Lunda.
Para o responsável de Gabinete dos Desportos \"é um desafio muito grande\" num momento de escassez de \"condições financeiras\". O desejo é suportado pelo Plano de Desenvolvimento Nacional 2017-2022.
A estratégia contempla a inserção da população estudantil nos 14 municípios da província da Huila no programa de massificação para aumentar o número de praticantes nas diferentes modalidades desportivas.
A direcção liderada por Luís da Fonseca Nunes, Governador provincial da Huíla, determinou a construção de pavilhões polidesportivos em todas as escolas, segundo Osvaldo Lunda.
\"Queremos tirar as crianças, adolescentes e jovens das ruas para as escolas. O desporto pode ser uma porta para isso. Vamos construir pavilhões polidesportivos nas escolas sem essas infra-estruturas\",  prometeu o  dirigente.
Para o sucesso da empreitada, as direcções provinciais da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos e da Educação vão trabalhar juntas, segundo Osvaldo Lunda.


PROVA ANASTÁCIO FRANCISCO
Ana Isabel insatifeita
com as marcas dos atletas

A presidente de direcção da Associação Provincial de Atletismo da Huíla, Ana Isabel, manifestou-se insatisfeita com as marcas obtidas pelos corredores na prova Anastácio Francisco, disputada na cidade do Lubango. A dirigente justificou que a presença das \"estrelas\" locais na São Silvestre de Luanda retirou a competitividade esperada.
\"Os atletas não melhoraram as marcas. Os nossos melhores atletas participaram da São Silvestre de Luanda e desfalcaram a prova. Acredito que a próxima edição vai ser melhor\", disse.
Ana Isabel disse que o número de participação ultrapassou a expectativa. Por essa razão, agradeceu o patrocinador pelo apoio \"incondicional\" prestado à organização. Em resposta, Joaquim Lemos, da empresa cervejeira Ngola e Coca-Cola, explicou que o certame torna-se num sucesso quando se encontra uma organização coesa.

Adelino da Silva vence  troféu
Adelino da Silva, do Interclube, venceu sábado último, no Lubango, a 6ª edição da corrida pedestre de fim de ano, a São Silvestre provincial, denominada Anastácio Francisco, com o tempo de 22min49s numa distância de oito quilómetros. O colega de equipa, Jeremias Kandumbo, com 22min58s, e Manuel Mango, do Clube Ferroviário da Huíla, com 23min19s, completaram o pódio.
Em feminino, Alda Paulo, do Interclube, chamou a si a primazia com 28min24s, secundada por Maria Maricano, do Clube de Assessoria Jamba Sport (28min36s) e Margarida Tchilombo, do 1º de Agosto (30min40s).
Na categoria de populares, a proeza sorriu a Francisco Joel com 30min53s, seguido por António Pedro (31min23s). Maria Candela venceu na classe feminina com a marca de 29min43s36.
Silvestre Ngula, da classe T46, sagrou-se vencedor da categoria paralímpica com 24min51s, seguido por Quito Augusto (T20) com o tempo de 25min54s.
Nos escalões de Sub-16 (massificação), Saltiano Farias e Zeferino Farias, ambos do Clube de Assessoria Jamba Sport, ocuparam os dois primeiros lugares.
Participaram do evento 100 corredores em representação do Interclube da Huíla, Clube Desportivo da Huíla, Clube Ferroviário da Huíla, Clube Desportivo da Saúde, Benfica do Lubango, Interclube, Petro de Luanda e 1º de Agosto, além de atletas paralímpicos e populares em ambos os sexos.