Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hula vai a votos em Setembro

Gauncio Hamelay no Lubango - 20 de Fevereiro, 2020

Mandato de Ivan Santos peca por incumprimento

Fotografia: Arimatea Baptista | Edies Novembro

A Assembleia-Geral de renovação de mandatos na Associação Provincial dos Desportos Motorizados da Huíla para o ciclo olímpico 2020-2024 está marcada para a segunda quinzena de Setembro, período que vai em contravenção com a orientação do Ministério da Juventude e Desportos. O presidente cessante, Ivan Santos, justificou que a escolha da data visa permitir às potenciais listas concorrentes dotarem de tempo para participar do conclave.

Ivan Santos sustentou que a publicação do calendário de procedimentos administrativos atinentes ao processo de renovação de mandatos vai ser feita em Abril. A divulgação também congrega a composição da Comissão Eleitoral."A nossa acção de momento é dar tempo às novas candidaturas para que possam assumir a liderança da Associação. Até 30 Setembro, todos os interessados vão estar afinados", disse.

Ivan Santos apela aos clubes locais a procederem à legalização junto do Gabinete da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos da Huíla. Antes, devem realizar as eleições dos corpos directivos para conferirem legalidade ao processo de renovação de mandatos da Associação.Quanto à renovação de cargo, Ivan Santos garantiu que "honestamente" está a reflectir.

"Ainda estou a ponderar bem as coisas e ver quem está dentro e fora. Vamos ver junto com a minha equipa. Existem outros integrantes, apesar da Associação ficar muito marcada e ligada à pessoa do presidente cessante", referiu.Ivan Santos assegurou que a decisão de recorrer ao cargo vai ser definida no mês de Abril. 

O presidente de direcção cessante manifestou-se "insatisfeito" por não executar algumas acções definidas no programa de acção do actual mandato. Alegou "motivos vários"."Não estou satisfeito. Alguns objectivos a que nos propusemos fazer nunca foram alcançados por razões diversas, com incidência na situação que envolve o país", disse. 

O presidente assegurou que o grupo tinha como proposta "a criação de condições da sede social da Associação Provincial dos Desportos Motorizados"."Até hoje, a Associação funciona num gabinete de uma pessoa afecta à nossa direcção. Não temos uma localização física para a apetrechar com os nossos materiais de escritórios e um placard timbrado de identificação", exclareceu.

A construção de uma pista de motocross e de karting num complexo desportivo é outro objectivo que fica retido no papel. A alegria move-se nos lábios, quando descreve os avanços na realização de eventos no espaço de estacionamento do Estádio Nacional de Tundavala."Temos feitos algumas melhorias", disse com sorriso.Os avanços constituem "uma situação provisória" em nove anos de exercício de funções, segundo Ivan Santos.