Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Hulkenberg projecta título

22 de Maio, 2013

Nico Hulkenberg não desiste da ideia de vencer um título na Fórmula 1,

Fotografia: AFP

Tido como promessa do automobilismo nas categorias de base, o alemão Nico Hulkenberg não desiste da ideia de vencer um título na Fórmula 1, mas reconhece as dificuldades de realizar o feito com uma equipa de menor expressão, como a Sauber, a sua actual equipa.

Quando o germânico trocou a Force India pela Sauber, apostou no crescimento da equipa Suíça, que se mostrava promissora devido ao sucesso do mexicano Sergio Perez. No entanto, a realidade da época 2013 não foi tão boa, quanto esperava e o carro não correspondeu às suas expectativas.

Tudo isso fez com que Hulkenberg deixasse o futuro incerto, mas confiante em poder defender uma das equipas de ponta da grelha de partida.

“São os primeiros dias da época; quero voltar a ganhar corridas e desafios e ser campeão algum dia. E para fazer isso, é preciso estar numa grande equipa.

O futuro está aberto e é preciso fazer o melhor possível com o carro que tem em cada fim-de-semana”, afirmou em entrevista ao jornal espanhol “El Confidencial”.

O piloto não escondeu a insatisfação com a equipa. “Estamos atrás do que esperávamos e não estamos a produzir os resultados que queríamos, quando começamos a época.
Os pneus requerem muito cuidado. Depende do carro, não apenas do piloto. Não se pode disputar a corrida e acelerar. É preciso geriar um pouco essas situações”, disse.

Breve
BMW nega regresso à Fórmula 1


A BMW diz que não tem quaisquer planos para regressar à Fórmula 1, mesmo como fornecedora de motores. Bernie Ecclestone foi quem originou o rumor do seu regresso na temporada de 2015.

O director da BMW Motorsport, Jens Marquardt, diz que, no futuro próximo, a empresa vai concentrar-se no DTM e corridas de automóveis. “Não sei com quem falou Bernie. Estamos no culminar do nosso programa actual, ou seja, o DTM.

Nas corridas de GT no Nordschleife e na ALMS, bem como nos programas privados estamos a obter grandes resultados. Não temos absolutamente nenhuma intenção de pensar noutras categorias. Tomamos uma decisão consciente de sair da Fórmula 1”, explicou Marquardt.