Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

IAAF chumpa pedido dos Atletas Russos para o Rio´2016

11 de Julho, 2016

Federação Internacional recusou petição dos atletas russos paraautorização de estarem nos Jogos do Rio de Janeiro

Fotografia: AFP

A Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) recusou o pedido de 67 atletas russos para participarem nos Jogos Olímpicos Rio'2016, apesar da suspensão da federação russa (FAR) devido aos escândalos de doping.A IAAF apenas deu às atletas Yulia Stepanova, especialista nos 800 metros e que contribuiu para denunciar os escândalos de doping, e Daria Klishina, saltadora em comprimento, a autorização para participarem nos Jogos na qualidade de atletas neutras, sem representar a Rússia.Os 67 atletas russos foram informados da decisão na madrugada de ontem , segundo disse à televisão estatal russa o secretário-geral da FAR, Mikhail Butov.

"A razão dada aos atletas é a desconfiança em relação ao sistema antidoping russo", precisa a federação russa em comunicado.A decisão da IAAF afecta, entre outros, a saltadora com vara Yelena Isinbayeva, dupla campeã olímpica e recordista mundial.Os 67 atletas que aspiram participar nos Jogos do Rio apresentaram há cerca de duas semanas um recurso no TAS contra a decisão da IAAF que os impossibilita de participar em eventos internacionais.

Embora o Comité Olímpico Internacional (COI) tenha permitido que atletas russos que tenham demonstrado estar 'limpos' pudessem participar no Rio'2016, mesmo com a FAR suspensa, a IAAF, em cujas mãos o COI deixou a decisão sobre quem está livre de toda a suspeita, decidiu que a autorização seria dada aos atletas que tenham treinado fora da Rússia, condições apenas cumpridas por Stepanova e Klishina.

A suspensão da FAR foi imposta pela IAAF depois de uma comissão independente da Agência Mundial Antidopagem (AMA) ter recomendado em Novembro de 2015 a exclusão da federação russa de todas as competições internacionais, inclusivé os Jogos Rio'2016.A primeira entidade a acusar a Rússia de doping patrocinado pelo Estado foi o canal de televisão público alemão ARD, que, num documentário emitido em 2014, expôs um elaborado sistema de doping encoberto pelo Estado russo.

Uma comissão independente da AMA confirmou então que a Rússia não cumpria com os protocolos estabelecidos pelo Código Mundial Antidopagem e que o governo de Moscovo era parte integrante de um esquema de corrupção e de encobrimento para que atletas de elite russos utilizassem substâncias proibidas em competições internacionais.