Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

IAAF investiga doping na China

08 de Fevereiro, 2016

Escândalos de doping somam e seguem no atletismo mundial com a China a entrar também nas investigações da FIA

Fotografia: AFP

A Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) está a investigar um possível esquema de doping de atletas chineses, da chamada "Armada de Ma", grupo treinado por Ma Junre que surpreendeu o mundo em 1993 com vitórias e recordes em provas de fundo no atletismo, e por adoptar métodos pouco ortodoxos de preparação como ingestão de sopa de tartaruga, segundo noticia o site brasileiro Globo.

De acordo com site que cita uma reportagem da televisão chinesa, um alvo é Wang Junxia que detém os recordes mundiais nos 3.000m e 10.000m há 26 anos. Se as suspeitas se confirmarem os recordes mundiais podem ser anulados. "A reportagem veiculada na televisão chinesa, confirma a existência de uma carta endereçada a um jornalista. A partir daí, a primeira acção da IAAF é veirificar a autenticidade da carta. A IAAF pediu à federação chinesa de atletismo a sua cooperação, " informou o organismo internacional com sede no Mónaco, num comunicado, escreve ainda o site brasileiro.

Na carta assinada por nove atletas em 1995, dentre eles Wang Junxia, os desportistas expressam o sofrimento e descrevem práticas de treinos. Ela foi escrita ao jornalista Zhao Yu, autor de um livro de 1997 intitulado "Investigação sobre a Armada de Ma". Na carta os atletas afirmam que "somos seres humanos e não animais". E dizem que "durante muitos anos ele (Ma Junren) nos obrigou a tomar grandes quantidades de produtos proibidos".

O texto da carta diz ainda: "É triste e complicado para nós explicar os seus actos (de Ma)", "estamos igualmente preocupados por manchar a glória de nosso país e por minimizar o valor das nossas medalhas de ouro, que nos custou tanto ganhar".Semanas depois de tornar-se campeã do mundo dos 10.000m em Sttutgart, em 1993, Wang Junxia estabeleceu os recordes mundiais dos 3.000m e dos 10.000m em campeonatos nacionais, superou em 42 segundos a marca anterior dos 10.000m. Ela passou a ser a primeira mulher a completar a prova abaixo dos 30 minutos.Em 1995, Junxia e outros atletas separaram-se de Ma Junren, o que não a impediu de conquistar o ouro olímpico dos 5.000m em Atlanta, em 1996, onde ganhou também o título olímpico dos 10.000m.