Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Iannone cai nas malhas do doping

19 de Dezembro, 2019

O piloto da Aprilia na MotoGP,  Andrea Iannone, recebeu uma suspensão provisória, depois de testar positivo para um anabolizante esteroide proibido pela FIM (Federação Internacional de Motovelocidade. O vencedor do GP da Áustria de 2016 está em meio do seu contrato, de dois anos, com a fabricante e anteriormente guiou para a Pramac Ducati, pela própria Ducati e pela Suzuki.
“A Federação Internacional de Motociclismo (FIM) informou a Andrea Iannone, piloto iItaliano, de que está suspenso, provisoriamente, de acordo com o Artigo 7.9.1 do Código Antidopagem (CAD) de 2019\", dizia o comunicado da FIM.
\"A decisão de suspender, provisoriamente, o Sr. Andrea Iannone foi obrigatória, após o recebimento de um relatório do laboratório credenciado pela WADA, em Kreischa b. Dresden (Alemanha), indicando um Achado Analítico Adverso de uma substância não especificada na Secção 1.1.a) Androgênica anabólica exógena Esteróides (AAS) da Lista Proibida de 2019, em uma amostra de urina coletada em um teste de competição realizado pela FIM, na etapa do Campeonato Mundial da FIM, realizado em Sepang, Malásia, em 3 de Novembro de 2019.
\"Andrea Iannone tem o direito de solicitar e participar da análise de amostra B. Andrea Iannone está suspenso, provisoriamente, a partir de 17 de Dezembro de 2019. Portanto,  está impedido de participar de qualquer competição ou actividade de motociclismo, até nova ordem. Nos termos do artigo 7.9.3.2 CAD, Iannone pode solicitar a revisão da suspensão provisória.\"Sob o Código Mundial Antidopagem e o Código Antidopagem da FIM, a FIM não pode fornecer nenhuma informação adicional de momento.\"