Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ibtihaj a primeira muulmana com vu a competir pelos EUA

05 de Agosto, 2016

Por fazer treino fsico sente que tem poder ao competir sem o vu a cobrir o rosto e os peitos

Fotografia: APF

Ela e a esgrima já se tratam por tu há vários anos. Começou por fazer treino físico bem cedo, aos 10 anos, e agora, aos 30, será o derradeiro ano para Ibtihaj Muhammad na modalidade.

A atleta vai competir pelos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos e não vai tirar o hijab quando for altura de entrar em campo. Pelo contrário: ela será a primeira atleta muçulmana afro-americana a usar o véu que cobre a cabeça e o peito.Em entrevista à CNN, Ibtihaj diz que foi precisamente quando soube que nunca nenhuma mulher americana tinha competido com hijab que decidiu fazê-lo, para que “outras minorias percebam que também podem estar representadas” e que “tudo é possível”.

A atleta explica que o véu a torna “mais forte” porque dá poder à sua “identidade”.

“É gratificante para te sentires realmente poderosa”, referiu. “Para mim, a minha hijab é muito libertadora. Faz parte daquilo que eu sou, e eu acredito que faz com que as pessoas me ouçam mais. Espero que mude uma série de mal-entendidos sobre as mulheres muçulmanas”.Ibtihaj Muhammad contou ainda à CNN que escolheu a esgrima em criança porque era o único desporto que lhe permitia “honrar” a sua fé muçulmana e sentir-se igual a todos os outros atletas. “Foi a primeira vez que senti que fazia parte de uma equipa por inteiro. Foi a primeira vez que usei o mesmo uniforme que toda a gente e que não tive de o ajustar de alguma maneira, tipo acrescentar mais tecido para as mangas ou usar calças quando toda a gente estava de calções”, exemplificou.