Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ilda Bengue e Oy estudam em Espanha

Silva Cacuti - 02 de Junho, 2014

A ex-meia distância Ilda Bengue colecciona várias participações em Jogos Olímpicos e campeonatos do mundo

Fotografia: Mota Ambrósio

A Federação Angolana de Andebol (Faand) já identificou os primeiros treinadores que devem frequentar o curso na Escola Nacional de Treinadores de Espanha, no âmbito do acordo rubricado com a federação daquele país. Os jovens treinadores Ilda Bengue, ligada ao Progresso Sambizanga, e Pedro Neto "Oy", técnico ligado ao Kabuscorp do Palanca, foram os escolhidos como anunciou Pedro Godinho, presidente da Faand, à margem da Assembleia-geral ordinária realizada em Luanda.

De acordo com Pedro Godinho, são dois ex-internacionais que abraçaram a carreira de treinadores e há que propiciar a sua inserção nessa nova missão. “Queremos dar alguma dignidade aos nossos antigos atletas e a formação consta da nossa prioridade. Agora, vão estes dois e  num curto prazo podem ir outros”, disse.

Inserido na delegação ministerial que efectuou uma visita de trabalhos à Espanha no princípio do mês de Maio, Padro Godinho rubricou vários acordos de cooperação com Francisco Garcia, seu homólogo na federação daquele país, cujos benefícios podem reflectir-se nos estágios das selecções nacionais e na formação de outros agentes da modalidade.

Ilda Bengue, nascida em 1974, jogadora e treinadora do Progresso Sambizanga, notabilizou-se ao serviço do Petro de Luanda e da selecção nacional, actuou  como meia-distância direita. Abraçou o profissionalismo e actuou pelo Dijon de França, representou o país nos Jogos Oolímpicos de Sydney'2000, Atenas'2004 e Beijing'2008.

A atleta apontou nestas participações um total de 101 golos. No campeonato mundial de 2007, em que Angola obteve o sétimo lugar a jogadora apontou 56 golos e foi a nona melhor marcadora da prova, numa lista em que Marcelina Kiala tinha sido a terceira melhor com 76 golos. Pedro Neto "Oy" notabilizou-se no GD da Banca e jogou em várias equipas portuguesas, entre elas o Ginásio do Sul e o Belenenses. Terminou a carreira desportista no Kabuscorp do Palanca, onde dá os primeiros passos como treinador das camadas jovens.