Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

IMEL arrebata Taça de Angola

Hélder Jeremias - 09 de Novembro, 2014

A equipa das estudantes está pronta para erguer outros troféus depois de vencer ontem a Taça de Angola no Clube de Ténis de Luanda

Fotografia: M. Machangongo

No primeiro jogo, Vânia Lopes "cilindrou" com direito a pneu Alexandra Caiulo por dois sets a zero com parciais de 6-0 e 6-2. No segundo jogo, Eugénia Augusto venceu Margarida Tchicuenje por dois sets a zero com parciais de 6-4 e 6-1.

Constituída pelo trio Vânia Lopes-Eugénia Augusto-Mira Piedade, a equipa de Luanda colocou em evidência a supremacia quer no aspecto físico quer táctico, diante do trio proveniente das terras altas da Chela constituído pela dupla Alexandra Caiulo-Margarida Tchicuenje. A terceira atleta não pôde deslocar-se a Luanda por falta de dinheiro para aquisição de bilhetes e pagamento de alojamento e alimentação.

A partida da final contou com a presença de distintas personalidades ligadas à modalidade com destaque para o presidente da Federação Angolana de Ténis, Matias da Silva Castro, que no final do evento procedeu à entrega do Troféu aos vencedores.

Matias Castro evidenciou o seu agrado pelo facto de a sua direcção concretizar a realização das duas maiores provas nacionais (Campeonato Nacional e Taça de Angola), depois de vários anos de letargia em que se encontrava mergulhada. O presidente da Federação realçou o seu empenho em continuar a trabalhar em prol da dignificação do ténis.
 
Para o director técnico da Federação, João Sanda, a realização das fases preliminares da Taça de Angola nas províncias da Lunda Norte, Benguela, Huíla e Luanda, é "uma evidência de que o ténis goza de vitalidade no contexto nacional". Contudo, o elenco directivo da Federação "termina a época com o sentimento do dever cumprido".

As atletas Vânia Lopes, Eugénia Augusto e Mira Piedade agradeceram a direcção do Clube IMEL de Luanda, em particular à equipa técnica, pela boa preparação ao longo da época. As atletas prometeram continuar a trabalhar em prol de mais conquistas na próxima época. A tripla elogiou as equipas com que cruzaram na competição: "São atletas de grande valor".


EM MASCULINO
Clube de Ténis supera Misto da capital


O Clube de Ténis de Luanda conquistou ontem a Taça de Angola, mercê da vitória sobre o Misto de Luanda por dois sets a zero em partida de pares. O trio formado por Miguel André, Danilson Bento e Nicolau Monteiro foi superior ao trio constituído por Erikson Morais, Nelson Almeida e Fernando André.

No primeiro jogo de simples, o atleta do clube anfitrião, Nicolau Monteiro, levou de vencida Fernando André por dois sets a zero com parciais de 6-3 e 6-4. A partida ficou marcada por forte equilíbrio, mas a postura física de Fernando André foi a maior divisa para se impor diante de um adversário com atributos técnicos acima da média.

A segunda partida foi um regalo para os amantes do ténis nas instalações do CTL. Erikson Morais, do Misto de Luanda, fez questão de empatar o resultado em 1 a 1. Morais bateu Danilson Bento, do CTL, por dois sets a um, com parciais de 7-6, 4-6 e 6-1.

Erickson e Danilson exploraram com eficiência a quadra de jogo e pautaram pela excelência de serviço. Os dois imprimiram velocidade à bola e a partida ganhou vitalidade. Porém Eriksom Morais soube gerir melhor os recursos físicos e entrou mais esclarecido no terceiro set. Danilson Bento gastou as energias para vencer o segundo set e sucumbiu no último.

No jogo de pares, o Clube de Ténis de Luanda venceu o Misto de Luanda por dois sets a zero com parciais de 6-1 e 6-1. Miguel André fez a dupla com Danilson Bento na equipa do CTL e aproveitaram o desgaste físico de Erikson Morais que fez dupla com Fernando André, no Misto de Luanda.

No final da partida era visível a alegria de Nicolau Monteiro e dos colegas do Clube de Ténis de Luanda. No outro lado, o semblante de Erikson Morais era carregado de tristeza. O jovem viu gorada a sua pretensão de fazer dobradinha na época.

"Foi um jogo muito difícil, porque acabava de fazer o jogo de simples e entrei para a partida de pares muito esgotado do ponto de vista físico. Os adversários estão de parabéns por terem conquistado este troféu. Vamos continuar a trabalhar para alcançar bons resultados nas outras provas", desabafou Erikson Morais.

Na festa de encerramento que se prolongou noite adentro, o espírito de fair play patenteou o ambiente de confraternização.
HELDER JEREMIAS


Elite navega
no rio Tamisa


O lançamento oficial das Finais da ATP, torneio que reúne em Londres os oito melhores tenistas e as oito melhores duplas da época, teve lugar ontem em alto estilo. A bordo do barco Silver Sturgeon e durante um exclusivo cruzeiro pelo rio Tamisa, que corta a capital inglesa, os tenistas juntaram-se a cerca de 300 convidados numa comemoração patrocinada pela empresa Möet & Chandon.

Com partida do Pier Savoy em direcção ao complexo O2, onde está localizada a arena que vai receber as Finais a partir de hoje, os tenistas e convidados foram brindados com um menu feito pelo badalado chefe inglês Jamie Oliver. Antes do evento náutico, os tenistas tinham sido apresentados aos media e posado para as fotos oficias do torneio na quadra central do O2.

"Estamos animados com o ambiente em torno das Finais. Todos os tenistas presentes lutaram duramente e fizeram por merecer uma vaga nesse prestigioso torneio que encerra com chave de ouro a época", afirmou Chris Kermode, presidente da ATP.

As Finais têm lugar de 9 a 16 de Novembro. Trata-se do único torneio do circuito disputado em formato de grupos. São oito tenistas e oito duplas divididos em duas chaves. Nas simples, o grupo 'A' tem Novak Djokovic (Sérvia), Stan Wawrinka (Suíça), Tomas Berdych (Checoslováquia) e Marin Cilic (Croácia). O grupo 'B' conta com Roger Federer (Suíça), Kei Nishikori (Japão), Andy Murray (Reino Unido) e Milos Raonic (Canadá).
O torneio vai definir o líder do ranking na época. Djokovi lidera com larga vantagem.