Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

India oficializa saída de Hulkenberg

18 de Outubro, 2016

Hulkenberg foi contratado pela Force India em 2011 como piloto de testes e no ano seguinte ficou titular

Fotografia: AFP

A Force India anunciou na última fim-de-semana que Nico Hulkenberg não fará parte da equipa na próxima temporada da Fórmula 1. O piloto alemão já havia entrado em um acordo com a Renault para se transferir para a montadora francesa em 2017, entretanto, dependia da liberação de sua actual equipa para selar a negociação.

Vijay Mallya confirmou a liberação de Hulkenberg e enalteceu a passagem do alemão pela equipa. Segundo o chefe da Force India, o piloto colaborou de maneira expressiva com o crescimento da equipa durante os últimos cinco anos.

“Todo mundo na Force India deseja coisas boas a Nico, que defenderá uma nova equipa na Fórmula 1. Passando cinco anos connosco, Nico se tornou um grande amigo e contribuiu de maneira significativa com o sucesso da equipa. Ele é um piloto fora de série, que marcou mais pontos do que qualquer outra pessoa que passou por aqui. É verdade que sentiremos falta de Nico, mas respeitamos a sua decisão de explorar novas oportunidades e seria errado ficar no meio do caminho”, comentou Mallya.

Hulkenberg foi contratado pela Force India em 2011 como piloto de testes e no ano seguinte se tornou titular. Depois se transferiu para a Sauber, entretanto, permaneceu apenas durante um ano antes de retornar à sua antiga equipa em 2014. Neste tempo o alemão não conseguiu assegurar nenhum pódio para a Force India, enquanto seu companheiro de equipa Sergio Perez se garantiu entre os três primeiros colocados em quarto oportunidades.

RICCIARDO E VERSTAPPEN
ELOGIAM PISTA DE AUSTN


A Red Bull vive uma óptima temporada na Fórmula 1. A equipa figura na vice-liderança do Mundial de Construtores e seus pilotos, Daniel Ricciardo e Max Verstappen, ocupam a terceira e quinta colocações, respectivamente. Tentando manter a boa fase, os condutores mostraram-se animados com o próximo GP do calendário, em Austin, nos Estados Unidos.

A corrida acontece no próximo dia 23 de Outubro e marca a 18ª prova da actual temporada. Vindo de um segundo lugar no GP do Japão, Verstappen está ansioso para correr nos EUA.

“É uma pista nova, mas com curvas da velha escola, o que faz com que fique ainda mais legal para dirigir. A curva 1 permite que os pilotos tenham oportunidade, e o primeiro setor é um pouco parecido com Siverlstone e Suzuka. É um circuito divertido para correr”, afirmou Max.Já Ricciardo, que venceu o GP da Malásia, também elogiou a pista, e ressaltou que ela concede maior liberdade aos pilotos.

“A pista em Austin é insana, eu adoro. Ela é cheia de características únicas. Há um monte de oportunidades de ultrapassagens, e dá para se divertir por toda a pista”, disse Daniel. Faltando quatro provas para o final da temporada, os pilotos da Mercedes seguem na luta pelo título. O alemão Nico Rosberg é o líder, seguido de perto pelo britânico Lewis Hamilton, tricampeão da F1.

UFC/DOPING
Ex-campeão sugere medidas exemplares 


O peso médio (84 kg) Yoel Romero foi apanhado num exame surpresa dias após a sua vitória sobre Ronaldo 'Jacaré', em Dezembro do ano passado. Depois de colaborar com a USADA (agência americana de controle antidopagem), o veterano comprovou que ingeriu um suplemento contaminado e acabou punido em apenas seis meses. Pronto para regressar em Novembro, no UFC Nova York, o atleta cubano agora é alvo de todos os rivais da categoria.

Escalado para dar as boas-vindas ao "wrestler", Chris Weidman deixou clara a sua insatisfação com a pena reduzida aplicada ao adversário. Em entrevista ao programa 'MMA Hour', o ex-campeão dos médios pediu punições maiores e levantou a possibilidade de irradiação para o atleta que for apanhado com anabolizantes usados para melhora de rendimento.

"Uma vez que você tem esteroides no seu sistema, acho que você deveria ser suspenso para sempre. E agora temos toda essa coisa de suplementos contaminados. Eu não compro essa. Sinto como se toda a vez que alguém é apanhado na primeira vez eles falam: 'Eu estava a tomar algo contaminado'", narrou.

Vindo de derrota para Luke Rockhold, que lhe custou o cinturão, também em Dezembro passado, Weidman chegou a ganhar o direito de revanche imediata, mas acabou lesionado e perdeu lugar para Michael Bisping, que assumiu o posto de campeão desde Junho.