Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Inglês Mo Farah lamenta exclusão

23 de Julho, 2016

O bicampeão olímpico Mo Farah sentir-se mal pelos atletas que não fizeram nada e são excluídos dos Jogos Olímpicos Rio2016.

Fotografia: AFP

O bicampeão olímpico Mo Farah, vencedor das distâncias nos Jogos Olímpicos Londres2012, disse sentir-se mal pelos “atletas que não fizeram nada” e são excluídos dos Jogos Olímpicos Rio2016.

“Sinto-me mal pelos atletas que não fizeram nada”, comentou o fundista britânico, de origem somali, em relação à exclusão dos atletas russos do Rio2016, no escândalo que envolve os laboratórios de dopagem da Rússia.

Mo Farah que foi cinco vezes campeão mundial, também nas distâncias de 5.000 e 10.000 metros, entre 2011 e 2015, explicou que o seu sentimento tem a ver com aqueles que não infringiram as regras, e acabaram envolvidos.

“Por aqueles que não ultrapassaram as regras, mas ao mesmo tempo, não está nas minhas mãos. Tudo o que posso fazer é correr bem”, referiu, à margem da Liga Diamante de Londres, onde corre no sábado os 5.000 metros, antes de disputar os Jogos Olímpicos.

O atleta esteve envolvido, no último ano, em polémica, em matéria de dopagem, face à abertura de um inquérito ao seu treinador, Alberto Salazar, suspeito de utilização de produtos proibidos.

O seu nome esteve também ligado, indirectamente, ao treinador somali Jama Aden, técnico da etíope Genzebe Dibaba, interdito de deixar território espanhol, no âmbito de uma investigação por tráfico de estupefacientes.