Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Inscries entram na ltima semana

Silva Cacuti - 28 de Janeiro, 2015

Os portadores de deficincia vencedores vo receber 800 dlares, tal como os que vo correr na especialidade de triciclos.

Fotografia: Jornal dos Desportos

As inscrições para a quinta edição da meia-maratona de Caxito, denominada "Fuga para a Resistência", que sai à rua anualmente a 4 de Fevereiro, na cidade capital da província do Bengo, podem conhecer um ímpeto muito grande esta semana, segundo Alberto Mandjel, membro da organização.

O responsável manifestou-se crente no crescimento do número de corredores por ser a última semana de inscrições. “Estamos acostumados a ver que as pessoas vêm nos últimos dias desses processos; têm o hábito de se inscrever à última hora. Por isso, esperamos que haja grande movimento”, disse.

As inscrições continuam abertas até o dia 2 de Fevereiro, na sede Associação de Atletismo em Caxito e na da Federação Angolana, na Cidadela Desportiva. Alberto Mandjel anunciou que os últimos registos apontavam para 472 inscritos. A ambição da organização da corrida é chegar aos mil corredores.

A  meia-maratona  vai ter a partida nas imediações do Musseque Kapari e a meta final vai ser instalada na Praça do Ingamba, na cidade de Caxito.
O percurso foi vistoriado, melhorado e confirmado como apto para a corrida pela organização. A meia-maratona "Fuga para a Resistência" é organizada pelo Governo Provincial do Bengo, em parceria com a Federação Angolana de Atletismo. O evento desportivo reserva um pacote de 90,3 mil dólares norte-americanos para prémios.

Os primeiros classificados da meia-maratona, na classe de federados, em ambas as classes, vão receber em kwanzas o equivalente a seis mil dólares. Na mesma prova, a classe de populares tem reservado um prémio de três mil dólares aos vencedores. O regulamento prevê a disputa de uma prova de dez quilómetros exclusiva a corredores locais.

Alberto Mandjel assegurou que essa é a que está a despertar mais interesse entre fundistas das várias municipalidades da província.A prova de dez quilómetros tem previsto um prémio de dois mil dólares aos primeiros classificados das classes masculina e feminina. Os portadores de deficiência vencedores vão receber 800 dólares, tal como os que vão correr na especialidade de triciclos.

Os veteranos vencedores também recebem 500 dólares.Miguel Candona e Avelino Ndumbo venceram as duas primeiras edições da Fuga para a Resistência. A terceira edição foi vencida por Francisco Caluvi e a última, em 2014, por Francisco Chamane e Ernestina Paulino, ambos do Interclube.
De realçar que os dois corredores dedicaram as vitórias ao antigo companheiro, Miguel Candona, que faleceu na véspera da prova.