Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Interclube prepara GP Polcia Nacional

Helder Jeremias - 22 de Fevereiro, 2018

Atiradores voltam a encontrar-se em Maro para medir a preciso sobre o alvo em movimento

Fotografia: Dombele Bernardo | Edies Novembro

Especialistas em manutenção de equipamentos trabalham desde ontem no campo de tiro do Interclube, localizado no Teka-Kuna, município de Belas, na projecção da disputa da segunda jornada do Campeonato Nacional de Fosso Olímpico, a decorrer de 2 a 4 de Março. O evento é alusivo ao 42º aniversário da Polícia Nacional, a ser celebrado no dia 28 do corrente.
O director para o tiro desportivo do clube adstrito à Polícia Nacional, Ruca Mendonça, disse que os trabalhos se cingem na afinação de dois fossos olímpicos e na remoção da água no local, em consequência das fortes chuvas que se abateram nos últimos dias sobre Luanda. Por outro lado, os funcionários do complexo desportivo procedem às manutenções das áreas de serviço afectadas pelas quedas pluviométricas.
\"As chuvas que se abateram nos últimos dias causaram alguns embaraços no acesso, mas tudo está a ser feito no sentido de se debelar as mínimas situações\", disse.
Ruca Mendonça garantiu a existência de pressupostos para que a prova seja  um sucesso, tal como troféus, medalhas, pratos, cartuchos, além de outros meios logísticos que assegurem o conforto de todos os efectivos das equipas que durante três dias se juntam nas pranchas do Tanque Serra.
\"Temos todas as condições para a prova alusiva ao 42º aniversário da Polícia Nacional e Interclube. Esperamos que todos os clubes nacionais se façam representar em número significativo para que tenhamos uma verdadeira festa do tiro desportivo\", augurou.
Ruca Mendonça descartou a probabilidade da realização de uma prova nocturna, à semelhança da jornada inaugural do Nacional, disputada na primeira semana do corrente, em alusão ao Dia da Força Aérea Nacional, com palco no campo do Regimento de Defesa Antiaérea (bairro Cantinton).
O homem forte do tiro do Interclube justificou pelo facto das novas instalações ainda não contarem com o sistema de iluminação para o efeito. Contudo, assegurou que o clube tem na agenda a instalação de equipamentos que vão permitir a disputa de qualquer variante do tiro diurno e nocturno.