Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Japo quer legislao anti-doping para 2020

13 de Janeiro, 2016

O ministrio do Desporto japons, deve criar em breve, segundo Hiroshi Hase, uma comisso para estudar os detalhes do projecto-lei.

Fotografia: AFP

No mês passado, o presidente da Agência Antidopping do Japão, Asakawa Shin, comprometeu-se a trabalhar arduamente para que os Jogos Tóquio2020 não sejam “manchados” com casos de doping. O Japão está a ponderar fazer alterações à legislação anti-doping, com vista a realização dos Jogos Olímpicos de 2020, anunciou ontem o ministro nipónico do Desporto.

De acordo com  o ministro Hiroshi Hase, o país “tenciona introduzir medidas contra o doping, entre as quais acções de formação para público e atletas”. Hase, considerou o “uso de doping uma prática imperdoável”, garantiu que o Japão “deve reforçar a integridade e cooperar com o Comité Olímpico Internacional”.

O ministério do Desporto japonês, deve criar em breve, segundo Hiroshi Hase, uma comissão para estudar os detalhes do projecto-lei.

BREVES
Epidemias são factores de risco no Rio'2016

O número record de casos de dengue e a crescente circulação dos vírus Zika e Chikungunya no Brasil, em 2015 ,representam um risco para os turistas que queiram assistir aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em Agosto. Especialistas consultados pela Lusa, afirmaram que a possibilidade de contaminação durante os Jogos é real, embora acreditem que as medidas adoptadas pelo governo para combater o “aedes aegypti”, mosquito que transmite as três doenças, devem diminuir a incidência de casos.